Coronavírus adia Mundial de Maratona em Gdynia, na Polônia

Coronavírus adia Mundial de Maratona em Gdynia, na Polônia

Iúri Totti
10/03/2020
07:56
Corrida Informa

A World Athletics, a ex-Federação Internacional de Atletismo, anunciou na última sexta-feira (6) o adiamento do Campeonato Mundial de Meia Maratona, que estava previsto para acontecer no dia 29 de março, em Gdynia, na Polônia. O motivo é o coronavírus Covid-19.

A entidade acatou a decisão conjunta entre o Comitê Organizador Gdynia-2020, Prefeitura de Gdynia e do Governo do estado da Pomerânea, após analisarem as recomendações do Serviço de Inspeção Sanitária de Gdynia.

A competição deverá ser disputada no dia 17 de outubro, ainda em Gdynia, se as condições internacionais permitirem. A prova tinha cerca de 25 mil inscritos.

- A atual situação comprometeria seriamente o evento neste momento, já que muitos países estão restringindo as viagens internacionais, invocando quarentenas e aconselhando cidadãos e organizadores a evitar reuniões de massa - diz a nota da WA. - Primeiro e acima de tudo, tivemos que considerar a saúde e o bem-estar de nossos atletas, oficiais e espectadores ao tomar essa decisão.

O conselho da equipe médica da WA, que está em contato com a Organização Mundial de Saúde, é que a disseminação do coronavírus é preocupante em muitos países e todas as principais reuniões devem ser revisadas.

O Brasil participaria com uma equipe de cinco atletas, convocados pela CBAt: Ederson Vilela Pereira (Pinheiros), Daniel Ferreira do Nascimento (ABDA) e Paulo Roberto de Paula (SPFC/Kiatleta), no masculino, Valdilene dos Santos Silva e Andreia Aparecida Hessel (ambas do Pinheiros), no feminino.

Em relação aos convocados para a competição, o assunto será submetido ao Conselho Técnico da CBAt, que deliberará sobre a manutenção ou não dos convocados ou se novos critérios de convocação entrarão em vigor.

Antes do Mundial de Meia Maratona, a World Atlhetics já havia adiado para o ano que vem o Campeonato Mundial Indoor de Atletismo, que seria disputado de 13 a 15 de março, em Nanjing, na China, pelo mesmo motivo.