Corinthians x Chapecoense

Carlos Augusto marcou o primeiro gol como profissional (Foto: Marcello Fim/Ofotografico)

Fernanda Teixeira
01/05/2019
17:59
São Paulo (SP)

No terceiro encontro em 14 dias entre Corinthians e Chapecoense, os paulistas levaram a melhor, pela segunda vez. Jogando em casa, em Itaquera, o time de Fábio Carille venceu o jogo pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro por 1 a 0, com gol do jovem Carlos Augusto, aos 9 minutos do segundo tempo. O resultado compensa a estreia com derrota para o Bahia, em Salvador.

O Timão volta a campo no próximo sábado, quando viaja até Manaus para enfrentar o Vasco da Gama, na Arena da Amazônia, às 19h. Já a Chape recebe o Athletico-PR, no domingo, às 11h, na Arena Condá.

Chape se fecha
Com uma escalação voltada para a defesa, a Chapecoense de Ney Franco conseguiu encaixar uma eficiente marcação na primeira meia hora de jogo. Os catarinenses usaram da estratégia de travar os laterais e as trocas de passes corintianos. Alan Ruschel não dava espaços a Fagner e Eduardo fazia o mesmo com Clayson, do outro lado. A melhor chance do Timão foi um chute de fora da área de Ramiro, por cima do gol. A Chape só chegou com perigo aos 35, em chute de Campanharo rasteiro, que passou ao lado do gol de Cássio.

A base resolve
No Intervalo, Carille sacou Ramiro e lançou Vagner Love. A mudança surtiu efeito e o Corinthians melhorou no segundo tempo, iniciando uma pressão. Aos 9, Clayson mandou uma bomba da entrada da área e Tiepo fez grande defesa com o pé. No rebote, Carlos Augusto, de cabeça, abriu o placar. Foi o primeiro gol profissional do jovem de 20 anos, que entrou na vaga de Danilo Avelar, lesionado.

Domínio corintiano
Depois do gol e de uma bola na trave de Fagner na sequência, Ney Franco lançou Renato e Aylon, dois atacantes, em uma tentativa de fazer o time avançar. Mas a Chape não encontrava espaços na defesa do Corinthians, que se fechava muito bem, à espera de uma oportunidade de contra-ataque. A única chance do Verdão do Oeste foi com o zagueiro Gum, que obrigou Cássio a grande defesa, mas em posição de impedimento.

Estreia e susto
A vitória corintiana marcou também a estreia do destaque da Copinha Janderson. O atacante de 20 anos entrou no lugar de Pedrinho para fazer o seu primeiro jogo como profissional. Outro lance a ser destacado foi a tensão gerada na Arena pelo choque entre Pedro Henrique e Aylon, em dividida na área corintiana. Os dois ficaram caídos no gramado, desnorteados, mas receberam atendimento médico e voltaram às atividades normalmente

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 CHAPECOENSE


Data/Hora: 01/05/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Gramado: Bom
Público/Renda: Pagantes: 30.442, Presentes: 30.668 / R$ 1.551.364,50
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG) Nota L! - 6,5 - Controlou bem o jogo e não interferiu no resultado.
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Árbitro de vídeo: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes do VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões amarelos: Manoel, Vagner Love (COR); Aylon (CHA)
Cartão vermelho: Não houve

Gol: Carlos Augusto (9’/2ºT, 1-0)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Ramiro (Vagner Love, intervalo) e Sornoza; Clayson (Mateus Vital, 37’/2ºT), Pedrinho (Janderson, 22’/2ºT) e Boselli. Técnico: Fábio Carille

CHAPECOENSE: Tiepo; Eduardo (Perotti, 37’/2ºT), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Tharlis (Aylon, 16’/2ºT), Gustavo Campanharo, Alan Ruschel (Renato, 16’/2ºT) e Régis; Everaldo. Técnico: Ney Franco