A arbitragem teve papel fundamental no resultado do jogo segundo a Comissão de Arbitragem da FMF

A arbitragem teve papel fundamental no resultado do jogo segundo a Comissão de Arbitragem da FMF-(Pedro Souza/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
17/02/2022
20:24
Belo Horizonte

A Comissão de Arbitragem da Federação Mineira de Futebol (FMF) determijnou o afastamento do árbitro Paulo Cesar Zanovelli, que comandou a partida entre Atlético-MG e Athletic Club, na última terça-feira, 15 de fevereiro, no Mineirão, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro, que teve a vitória do Galo por 1 a 0, gol de Hulk, de pênalti.

A "geladeira" ao árbitro, por tempo indeterminado é a polêmica marcação do pênalti que deu a vitória ao alvinegro, aos 49 minutos do segundo tempo, em cima de Ademir, dando so três pontos para o Atlético. 


Várias análises da transmissão mostraram que não houve penalidade do defendor do time de São João Del Rei em acima do atacante do Galo, gerando a punição a Zanovelli. 

A Comissão de Arbitragem da FMF entendeu  que a marcação do pênalti interferiu diretamente no  resultado da partida. 

Os auxiliares do jogo , Felipe Alan Costa de Oliveira e Magno Arantes Lira, não foram punidos pela Comissão de Arbitragem da FMF, que entende ser responsabilidade do árbitro a decisão final nas marcações do jogo.

- As imagens estão aí para quem quiser analisar, não houve pênalti na jogada. A gente sai com um sentimento de impotência porque são coisas que a gente não consegue controlar, mas temos que estar de cabeça levantada pelo jogo que fizemos - reclamou o atacante Ricardo Oliveira, que atua no Athletic.

A diretoria do Athletic se posicionou  e emitiu uma nota questionando o pênalti  e a arbitragem."A falha grotesca da arbitragem interfere não apenas no resultado desta partida específica, mas prejudica todo o trabalho a longo prazo que vem sendo desenvolvido pelo Athletic Club", dizia parte da nota.