Eaton não esconde seu favoritismo para o ouro no Rio de Janeiro

Eaton está treinando na Universidade Federal de Juiz de Fora (Foto: Divulgação/UFJF)

RADAR/LANCE!
03/08/2016
21:58
Juiz de Fora (MG)

A vontade de fazer sempre o melhor de si é um dos principais fatores que move o recordista mundial e campeão olímpico do decatlo, Ashton Eaton.

- Às pessoas que dizem: ‘Ei, você tentará ganhar medalha de ouro novamente e somente pouquíssimas pessoas conseguiram isso’. Eu digo que, como atleta, quais são as minhas escolhas? Tentar vencer, ou não. A premiação é secundária. Se ganho por fazer o meu melhor, tudo bem. Se não venço, mas fiz o meu melhor, ainda assim está bem, porque tentei - disse o atleta americano, nesta quarta-feira, em entrevista.

Favorito ao ouro na sua modalidade, que envolve dez provas do atletismo, e campeão de todas as competições mundiais de que participou desde 2012, o americano não se considera o melhor esportista do mundo.

- Há vários atletas muito bons. Sou o que escolheu o decatlo. Mas penso que outros que decidiram atuar com eventos combinados [decatlo, heptatlo e outros], alcançaram pontuação muito boa. Só sou bom no que faço - destacou Eaton, que está treinando na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Desde que iniciou treinamentos com o técnico Harry Marra, em 2009, depois de não obter classificação para a Olimpíada de Pequim, em 2008, Eaton passou a colecionar medalhas em campeonatos mundiais.

- Estou indo ao Rio para tentar vencer, espero que isso aconteça. Penso que será uma grande competição.

Para embalar a possível vitória e a de seus fãs, o americano e sua mulher, a heptatleta canadense Brianne Theisen-Eaton, criaram a campanha #WhatsYourGold (Qual é o seu ouro?). O objetivo é motivar pessoas a implementarem atitudes “para vencer” na vida. “Seja isso conseguir uma promoção, começar um negócio ou ajudar em trabalho de caridade. Recebemos muita inspiração vinda de jovens”, disse o atleta, acrescentado que seu “ouro” é vencer. Já o fã ganhador da campanha estará, no dia 10 de agosto, no Rio de Janeiro.

A cidade-sede da Olimpíada também teve papel preponderante na relação dele com Brianne. Os dois começaram a sair juntos nos Jogos Pan-Americanos, realizados na cidade, em 2007. Desde o casamento, em 2013, o casal tem figurado como uma das estrelas do esporte, nos Estados Unidos.

- É muito importante treinar com Brianne. Ela é boa em tudo que não sou, principalmente em relação a alimentação, a planejamento e a muitos pequenos detalhes, os quais nos torna melhor como atletas. Tento ser um apoiador mental para ela. Espero que ela vença. É o meu sonho.

À noite alguns sonhos são sobre provas. Apesar de não realizar nenhuma prática específica de preparação mental para as competições, diz que, algumas vezes, sonha com as disputas, assim como outros atletas, segundo o americano. Uma prova, no entanto, não entra na fase onírica tampouco na realidade. Eaton não treina para os 1.500 metros. “Há outras nove provas. Esta é só uma.”

Eaton venceu todas as provas que disputou desde 2012 (decatlo outdoor e heptatlo indoor). É o atual recordista mundial, sendo apenas o segundo atleta que alcançou a marca de mais de 9 mil pontos no decatlo, batendo ainda, em seguida, o seu próprio recorde. Nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, conquistou a medalha de ouro.