Prefeito inaugurou a Transolímpica

BRT que liga a Barra da Tijuca a Deodoro facilitará o transporte entre as áreas de competições  (Foto: Paula Johas)

Fábio Suzuki e Felipe Domingues
03/08/2016
21:16
Rio de Janeiro (RJ)

A dois dias do início da abertura oficial dos Jogos Olímpicos, o Comitê Rio-2016 aponta problemas em 25% do transporte do evento entre os locais de competições. O dado foi citado por Sidney Levy, diretor responsável pela organização da Olimpíada, ao falar dos principais problemas que a entidade enfrenta no momento.

- O transporte não é problema para 75% das competições, mas 25% dos Jogos estão fora do eixo entre a Barra da Tijuca e Deodoro, onde há a Transolímpica no meio – comentou Levy, citando o corredor de BRT (faixa exclusiva de ônibus) que liga as duas áreas de competições.

Fora do eixo citado pelo executivo do Comitê Rio-2016 estão as áreas que ficam na Zona Sul do Rio de Janeiro, como as competições que serão realizadas na Lagoa Rodrigo de Freitas e em Copacabana. Nessas áreas, Levy aponta que o principal desafio será no transporte de atletas saindo da Barra da Tijuca, onde fica a Olímpica.

- Um desafio do Comitê na data de hoje é como levar esses atletas da Barra até esses locais em um tempo curto, que não canse os competidores, pois eles não podem chegar cansados após uma viagem longa – afirmou.

Os desafios com transporte às vésperas do início oficial dos Jogos Olímpicos foi um dos três problemas que o Comitê Rio-2016 enfrenta no momento. Os outros dois, segundo apontou o diretor-geral da entidade, são a segurança, principalmente nas revistas realizadas no acesso aos locais oficiais da Olimpíada, e os imprevistos que ocorreram durante esta semana como os reparos que tiveram que ser feitos na Vila Olímpica.