Estádio Luso Brasileiro é a casa da Portuguesa-RJ (Foto: Divulgação)

Estádio Luso Brasileiro teve segunda maior média de público do Brasileirão de 2005 (Foto: Divulgação)

Vinícius Faustini
12/11/2015
07:15
Rio de Janeiro (RJ)

A bem-sucedida arena que rendeu ao Luso Brasileiro a segunda maior média de público do Campeonato Brasileiro de 2005 (perdendo apenas para o Mineirão) deve ser o ponto de partida do Flamengo para montar sua "casa" do ano de 2016. A ponto de um dos idealizadores do projeto anterior, o especialista em marketing e membro da Academia LANCE!, João Henrique Areias, ajudar novamente em uma parceria do clube para ampliar o estádio da Portuguesa da Ilha, na qual há possibilidade de o clube dividir o mando da arena com Fluminense e Botafogo.

Ao LANCE!, Areias detalhou que a ideia de retomar o projeto da arena partiu do desejo de não tirar os clubes da capital. A parceria tenta evitar eventuais transtornos causados pela realização dos Jogos Olímpicos de 2016:

- Com a realização da Olimpíada, os três clubes são obrigados a se planejar para algo que ainda não está definido, que é quando acontecerá a entrega do Maracanã e do Engenhão. Botafogo, Flamengo e Fluminense são três ícones que não devem ficar sem-teto. Viabilizar o estádio da Portuguesa da Ilha é o ideal, pois já tivemos um projeto lá que se tornou uma experiência boa, na qual não tivemos custos nem incidentes.

De acordo com o especialista em marketing, o Luso Brasileiro traz mais condições do que os demais estádios disponíveis na capital fluminense:

​- Além de ter uma estrutura melhor que a dos outros estádios disponíveis daqui do Rio de Janeiro, ele está um pouco depois do Maracanã e do Engenhão. o acesso pode acontecer no BRT, e está no caminho do Galeão.


O gestor de marketing revelou que ainda devem acontecer outras reuniões até bater o martelo sobre a "futura casa" do trio de gigantes cariocas:

- Até semana que vem, vamos juntar todas as informações que temos. Precisamos nos adequar às atuais exigências da legislação, que prevê válvulas de escape, lugares numerados, o que deve fazer com que o estádio tenha entre 20 e 25 mil lugares.

Agora, é esperar os próximos passos da busca por tornar o Estádio Luso Brasileiro na "casa" de Botafogo, Flamengo e Fluminense.