Wellington Bezerra da Silva vai para Assunção atrás do índice olímpico para as Olimpíadas (Divulgação)

Wellington Bezerra da Silva vai para Assunção atrás do índice olímpico para as Olimpíadas (Divulgação)

Iúri Totti
27/04/2021
18:47
Corrida Informa

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) convocou nesta terça-feira (27/4) o pernambucano Wellington Bezerra da Silva (APA Petrolina) e a alagoana Marily dos Santos (Veteranos da Bahia) para representar o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Maratona, marcado para domingo (2/5), em Assunção, Paraguai.

Wellington Bezerra, bicampeão do Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua 2015/2016, bicampeão da Corrida Cidade de Aracaju 2016/2017, vice-campeão da Maratona do Rio de Janeiro e de São Paulo em 2018; representante do Brasil no Mundial de Atletismo de Doha-2019, nasceu 19 de junho de 1988 em Tupanatinga. Seu recorde pessoal na maratona é de 2h13m34s, alcançado em Hamburgo, na Alemanha, em 2019.

Campeão sul-americano de cross country de 2014, em Assunção, Wellington pretende correr de olho no índice olímpico de 2h11m30s, mas tem consciência de que será muito difícil. “Estou bem treinado e gostaria muito de ir a Tóquio. Sei que o percurso é plano, mas a cidade é quente. Era mais fácil tentar o índice na Europa. Queria ir para a Hamburgo, primeiro, e depois para Milão. A situação dos brasileiros para entrar na Europa não está nada fácil e por isso aceitei correr o Sul-Americano de Maratona”, disse o maratonista, que desde 29 de março é terceiro sargento da Aeronáutica.

Já Marily representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Nascida a 5 de fevereiro de 1978, na cidade de Joaquim Gomes, ela está há muitos anos radicada em Salvador. Seu recorde pessoal nos 42,195 km é de 2h31:55, obtida em Pádova, na Itália, em 2012. Ela participou também dos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, terminando na quarta colocação.

Além dos dois atletas, viajam para a capital paraguaia o treinador Marciano Pereira Barros (PE), a médica Denise Carpigiani Ribeiro (SP) e o fisioterapeuta Paulo Antônio Moreira Rezende (MG). (Iúri Totti)