Adriano Imperador

O advogado do jogador negou a tentativa de agressão (Foto: AFP)

LANCE!
12/07/2019
12:30
Rio de Janeiro (RJ)

O promoter Yuri Monteiro, de 27 anos, abriu um boletim de ocorrência (B.O) por ameaça, na 16ª DP, contra Adriano Imperador por tentativa de agressão. O caso teria acontecido em uma boate na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na madrugada de domingo para segunda-feira. 

O promoter afirmou que o jogador teria tentado agredi-lo e afirmado: 'Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado'. O motivo das ameaças, de acordo com o autor da queixa, seria por conta da amizade de Yuri com Micaela Mesquita, ex-namorada do atacante. Por meio de seu advogado Diogo Souza, Adriano negou a tentativa de agressão. Relembre outros casos famosos de problemas com a polícia envolvendo jogadores de futebol.

NEYMAR

Depoimento Neymar
Neymar, em depoimento no Rio de Janeiro  (Foto: Reprodução L!TV)

A modelo Najila Trindade registrou Boletim de Ocorrência em São Paulo, no dia 31 de maio, acusando Neymar de estupro em um encontro entre os dois em Paris. na França, no dia 15 de maio. O jogador se defende da acusação e afirma que está sendo vítima de uma tentativa de extorsão. As partes já prestaram depoimento e o caso ainda não teve definição.

CRISTIANO RONALDO

Cristiano Ronaldo
CR7 foi acusado de estupro (Foto: Reprodução)

Cristiano Ronaldo sofreu acusação de estupro em outubro de 2018. O caso teria sido em Londres, em 2005, quando ele atuava no Manchester United. Segundo o jornal "The Sun", Cristiano Ronaldo foi detido pela polícia, prestou depoimento e foi liberado após pagar fiança. Na ocasião, a investigação não foi à frente porque a vítima teria retirado as acusações.

CUCA

Cuca Grêmio
Cuca foi acusado de estupro em 1987 (Foto: Reprodução)

Atualmente técnico do São Paulo, Cuca foi acusado de ter estuprado a jovem suíça Sandra Pfäffli, de 14 anos, em 1987, em Berna. Na época jogador do Grêmio, ele e mais três companheiros de Grêmio ficaram 29 dias presos na Suíça antes de voltarem ao Brasil.

VALDIRAM

Valdiram - Vasco (jogando em 2006)
Valdiram morreu em abril de 2019 (Foto: Gilvan Souza/LANCE!)

O ex-jogador Valdiram foi acusado duas vezes de tentativa de estupro no interior de São Paulo, em 2001. Ele Foi preso três vezes, numa delas também por tentativa de estupro. Em passagem por Portugal no início dos anos 2000 foi acusado pelo crime por uma jovem. O ex-jogador foi espancado e morto no dia 19 de abril. A polícia acredita que o crime foi motivado pelo abuso de uma criança de três anos.

BRUNO

O goleiro Bruno ainda estava preso
Bruno está preso desde 2010 (Foto: Reprodução)

Bruno foi preso em 2010 e condenado em 2013 a 22 anos de prisão pelo planejamento da morte da modelo Eliza Samúdio - que, na ocasião, estava grávida de seu filho. Em 2017, o jogador foi solto. Em março do mesmo ano, ele assinou contrato com o Boa Esporte (MG), mas teve que voltar para a prisão; atualmente, o vínculo está suspenso. 

EDINHO

Edinho, ex-goleiro do Santos e filho de Pelé, foi preso em mais de uma oportunidade devido ao seu envolvimento com traficantes de drogas
Édinho é filho de Pelé (Foto: AFP)

Filho de Pelé, o ex-goleiro do Santos Edinho foi preso por envolvimento com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em 2005. O ex-jogador foi condenado a 33 anos e 4 meses de prisão e, posteriormente, teve a pena reduzida para 12 anos e 10 meses, que cumpre em regime fechado no presidio de Tremembé, em São Paulo.

BRENO

O zagueiro Breno, que hoje defende o Vasco, era apontado como jum dos defensores com maior talento em 2007, quando apareceu no São Paulo. Foi para o Bayern de Munique e chegou a ser preso, acusado de colocar fogo em casa
Breno foi preso em 2011 (Foto: JOHN MACDOUGALL / AFP)

Quando atuava pelo Bayern de Munique, o zagueiro Breno foi acusado de incendiar a própria casa, em setembro de 2011. Ele ficou pouco mais de um ano detido. Atualmente, o zagueiro defende o Vasco da Gama.

ROMÁRIO 

Romário
Romário passou uma noite na cadeia (Foto: Divulgação)

Romário atrasou pensões alimentícias para Mônica Santoro, sua ex-mulher em 2009 e teve que passar uma noite na cadeia. Atualmente o ex-atacante de grandes clubes do mundo e da Seleção Brasileira é senador da República.

VIOLA

Viola  - Taboão da Serra 2015
Viola foi preso duas vezes (Foto: Divulgação)

Viola já foi preso em duas ocasiões. A primeira foi por por porte de arma ilegal, em 2006. A segunda, em 2012, foi por acusação da esposa por violência doméstica, porte ilegal de arma e desobediência judicial.

EDMUNDO

Edmundo
Edmundo se envolveu em acidente com três mortos (Foto: Reprodução Instagram)

Em 1995, Edmundo esteve envolvido em acidente de carro que levou três pessoas a óbito. O atacante foi condenado quatro anos depois e passou uma noite na cadeia. Atualmente o ex-atacante é comentarista da Fox Sport.