Corinthians x Flamengo

Gabigol voltou a marcar pelo Flamengo (Foto: Marco Galvão/ Fotoarena)

Lazlo Dalfovo
21/07/2019
19:11
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo saiu atrás no placar, se viu com um jogador a menos nos minutos finais, mas conseguiu o empate em 1 a 1 com o Corinthians, neste domingo, em Itaquera e em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gabigol foi quem salvou o Rubro-Negro da derrota.

Aliás, o resultado igual foi justo, embora o Flamengo tenha sido improdutivo em boa parte - e isso passa por lesões de estrelas no meio. O LANCE! recorta cinco fatores marcantes no jogo desta tarde, que deixou o time de Jorge Jesus com 21 pontos - cinco a menos em relação aos líderes Palmeiras e Santos. 

FALTA DE CRIATIVIDADE

Corinthians x Flamengo - Jorge Jesus
Jesus terá dores de cabeça para escalar o time que visitará o Emelec, nesta quarta-feira (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O Flamengo não pôde escalar Arrascaeta, lesionado. A opção de Jorge Jesus foi pela entrada - e estreia - de Gerson no setor. O camisa 15, sem flutuar por dentro como o uruguaio, iniciou dando uma boa dinâmica, principalmente quando associava com Diego e Willian Arão. 

No entanto, o time de Jesus, travado pelo sistema defensivo liderado por Gil, foi aos poucos diminuindo a sua troca de passes na intermediária. Sem encontrar soluções pelos extremos, a ausência de criatividade no meio passou a pesar ao longo da peleja. 

DM VAI ENCHENDO... 

Corinthians x Flamengo - Vitinho
Vitinho saiu com dores no joelho (Foto: Peter Leone / Ofotografico)

Não bastasse a atuação irregular, o Flamengo viu outra estrela de seu elenco deixar o campo com uma lesão. Vitinho, com dores no joelho esquerdo, saiu no intervalo - e será melhor avaliado nesta segunda-feira. 

Antes, o Rubro-Negro havia informado que Éverton Ribeiro, com dores no pé, sequer ficaria no banco de reservas. A dupla se junta a Arrascaeta e também passa a ser dúvida para a Libertadores (leia mais aqui). 

TROCAS FORÇADAS E PREJUDICIAIS

Corinthians x Flamengo
Arão voltou a ser titular - e foi bem (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Como citado, Arrascaeta e Éverton Ribeiro não puderam jogar. A dupla, responsável pelo maior reservatório técnico da equipe, fez uma tremenda falta para a engrenagem rubro-negra - ainda a ser alinhada à filosofia de Jorge Jesus. É possível que os meias não atuem nesta quarta-feira, o que fará com que o treinador português mude novamente peças ofensivas de maneira forçada.

Nos dois últimos jogos, as trocas têm sido prejudiciais ao rendimento do time, que ainda não viu Vitinho, Lincoln e Berrío, por exemplo, renderem à altura de Bruno Henrique, Arrascaeta e Éverton Ribeiro. Longe disso... Ao menos Gabigol segue dando conta do recado. 

BERRÍO PODE SE 'QUEIMAR' COM JESUS

Corinthians x Flamengo - Berrío
Berrío: tarde para esquecer (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

Outro fator que merece ser sublinhado tem Berrío como protagonista. O colombiano teve todo o segundo tempo para mostrar serviço. Contudo, cometeu um pênalti infantil - convertido por Clayson e que inaugurou o placar - e foi expulso de maneira mais tola ainda, quando já tinha cartão amarelo.

Sem atuar como extremo direito, o seu terreno favorito, Berrío está longe de ser efetivo por dentro. O LANCE! deu 3,5 para a sua atuação, que pode tê-lo "queimado" aos olhos de Jesus. Será que terá espaço para se redimir? 

BOA ESTREIA DE GERSON

Corinthians x Flamengo
Gerson será importante nesta temporada (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Uma das alterações oriundas de contratempos, Gerson foi a opção de Jesus para a vaga de Arrascaeta. O camisa 15 fez a sua estreia pela meia esquerda e mostrou que mostrou que pode ser útil em todos os papéis do meio. A atuação foi consistente, com boa movimentação - enquanto teve gás, já que saiu no fim.

Em entrevista coletiva, Jorge Jesus, aliás, elogiou o fato de Gerson poder cumprir mais uma função no meio: "Vi vários jogos dele. Fez quatro posições (do meio) na Fiorentina, onde a função tática (na Itália) é muito evoluída".