O último duelo porém foi de triste lembrança. Nas semifinais da Copa de 2014, no Mineirão lotado, a Alemanha massacrou por 7 a 1, em um verdadeiro apagão do time canarinho

O lateral Philipp Lahm, capitão da seleção da Alemanha no fatídico  7 a 1  (Foto: FRANCOIS XAVIER MARIT / AFP)

LANCE!
03/04/2019
19:12
Rio de Janeiro (RJ)

Esporte mais praticado em todo o planeta, o futebol tem como sua razão de ser o gol. Ele é a essência do jogo, o momento que define uma partida e leva os fãs ao delírio. Ao longo da história, o futebol já teve muitas goleadas. Relembre a seguir alguns jogos que ficaram marcados devido às goleadas inesquecíveis.

O 7 A 1 DO MINEIRAZZO

Brasil x Alemanha - 7 a 1
Alemanha atropelou o Brasil no Mineirão (Foto: AFP)

Infelizmente, a maior goleada recente em Copas do Mundo é também um grande pesadelo para os torcedores brasileiros. Na semifinal da Copa de 2014, no estádio do Mineirão, o Brasil foi goleado pela Alemanha por 7 a 1.

O time comandado por Felipão buscava um lugar na final, mas o sonho acabou rapidamente. Em um espaço de tempo de seis minutos, os alemães marcaram quatro gols. Foi a maior derrota sofrida pelo Brasil na história, superando, pelo número de gols sofridos, o 6 a 0 diante do Uruguai, no Sul-Americano de 1920.

OS BONS TEMPOS DA SELEÇÃO CANARINHO

Brasil x Suecia
Brasil não deu chances para a Suécia (Foto: Reprodução)

Antes de virar vítima dos alemães, porém, a Seleção Brasileira sempre foi conhecida por seu potencial ofensivo. O Brasil já aplicou grandes placares em Copas do Mundo. O maior deles curiosamente também é um 7 a 1, na vitória sobre a Suécia na Copa de 1950.

A goleada teve quatro gols de Ademir, que viria a ser o artilheiro da campanha do vice-campeonato mundial. Chico, com dois gols, e Maneca completaram o placar para os brasileiros. Andersson descontou para os suecos.

A MAIOR GOLEADA OFICIAL DA FIFA

Austrália
Austrália aplicou 31 a 0 em Samoa Americana (Foto: Reprodução)

É comum haver grandes goleadas em jogos amadores ou do início do século passado, por exemplo. Porém, a maior goleada em competições organizadas pela Fifa aconteceu em 2002, quando a Austrália aplicou 31 a 0 em Samoa Americana, em confronto pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Apenas o jogador australiano Archie Thompson foi responsável por balançar as redes em 13 oportunidades. O placar dilatado inspirou, inclusive, um belíssimo documentário intitulado “Next Goal Wins” (O Próximo Gol Vence).

A MAIOR GOLEADA NO BRASIL

Botafogo 1909
Botafogo tem a maior goleada no Brasil (Foto: Reprodução)

No Brasil, a maior goleada de que se tem notícia em uma partida oficial é responsabilidade do Botafogo. Em 30 de maio de 1909, o Alvinegro carioca venceu o Sport Club Mangueira por inacreditáveis 24 a 0 em jogo no Rio. 

O Mangueira, que nada tem a ver com a tradicional escola de samba do mesmo nome, foi fundado em 1906 e encerrou suas atividades em 1927, mas a humilhante goleada acabou assegurando seu espaço na história do futebol.

OS CHOCOLATES EM COPAS

Hungria
Hungria venceu a antiga Iugoslávia por 9 a 0 (Foto: Reprodução)

Em Copas do Mundo, a marca histórica de maior goleada pertence à Hungria, que em 1982, no Mundial da Espanha, venceu El Salvador por 10 a 1. Outro chocolate aconteceu na Copa de 1974, na Alemanha, quando a antiga Iugoslávia fez 9 a 0 na seleção africana do Zaire.

No entanto, a partida com o maior número de gols marcados em Mundiais foi a vitória da Áustria sobre a Suíça por 7 a 5, nas quartas de final da Copa de 1954, realizada na Suíça, competição que acabou vencida pela Alemanha.

OS GOLS PELO BRASILEIRÃO

Socrates
Timão venceu rival por 10 a 1 (Foto: Reprodução)

Já no Campeonato Brasileiro, levando-se em conta as competições Robertão (Roberto Gomes Pedrosa), Taça Brasil, Taça de Prata e Série A, quem detém a maior goleada é o Corinthians. O Timão atropelou o Tiradentes, do Piauí, por 10 a 1, em 1983, em jogo com quatro gols de Sócrates.

A segunda maior goleada aconteceu no Campeonato Brasileiro de 1984, quando o Vasco da Gama aplicou 9 a 0 no time do Tuna Luso, do Pará, com quatro gols de Arthurzinho, três de Marcelo, um de Geovani e outro de Aírton.