Sol de América

Sol de América é um clube paraguaio (Foto: Divulgação/Commebol)

LANCE!
15/05/2019
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Após eliminar o Defensa y Justicia, a próxima parada do Botafogo na Copa Sul-Americana é o Paraguai. Em sorteio realizado na última segunda-feira, na sede da Conmebol, em Luque, ficou decidido que o Alvinegro vai enfrentar o Sol de America na segunda fase da competição. Será a primeira vez que os times se enfrentam na história.

Fora do radar de grande parte dos torcedores brasileiros, o Sol de America não passa por um momento positivo na temporada e chega como 'azarão' para o confronto da Sul-Americana. O LANCE! explica a situação do time paraguaio. O primeiro jogo será realizado no Paraguai e o confronto será decidido no Estádio Nilton Santos.

HISTÓRIA

Sol de América
Equipe tem 110 anos (Foto: Divulgação/Commebol)

O Sol de America foi fundado em março de 1909, em Assunção, capital do Paraguai. Apesar de não ter tamanha representação internacional, o Dançarino, como é conhecido, é uma das equipes que mais vezes disputou a elite do futebol paraguaio. Desde 2006, quando venceu a segunda divisão, o time não saiu mais da divisão destacada do país.

COMO ESTÁ NA SUL-AMERICANA?

Sol de América x Mineros
Paraguaios eliminaram o Mineros (Foto: Divulgação/Conmebol)

O Sol de America se garantiu na segunda fase após eliminar o Mineros de Guayana, da Venezuela, na fase anterior. Após ser derrotado, fora de casa, por 1 a 0, a equipe paraguaia devolveu, em seus domínios, o mesmo placar. Na disputa por pênaltis, o goleiro Ruben Escobar foi herói, garantiu a vitória por 5 a 4 e a classificação do time.

CAMPANHA IRREGULAR NO PARAGUAI

Sol de América
Defesa é um problema (Foto: Divulgação/Commebol)

No Campeonato Paraguaio, porém, a fase não é tão boa. Atualmente na sétima na classificação, a equipe não possui grandes aspirações no torneio, que já está na reta final. A campanha é de 26 pontos, resultado de 8 vitórias, 2 empates e 11 derrotas em 21 partidas disputadas até aqui. Neste período, a equipe fez 31 gols, mas levou 42 tentos, o que resulta em saldo negativo de -11.

DESTAQUE

César Villagre - Sol de America
César Villagre já fez dez gols no ano (Foto: Reprodução)

O atacante César Villagra é o destaque do Sol de America na atual temporada. O atleta, que está na equipe desde 2015, é conhecido pela presença de área e é o jogador que mais participa das jogadas, já que a equipe paraguaia sempre busca colocar a bola em direção à área. O jogador de 30 anos é o artilheiro do clube no ano, com 10 gols marcados em 15 partidas.

No jogo contra o Mineros de Guayana, é de Villagra o gol da vitória do Sol de América, que colocou a disputa nos pênaltis. Além do atacante, Federico Jourdan, vice-artilheiro no ano, e Walter Clar, o responsável pelas jogadas de bolas paradas, são outros jogadores de destaque.

DIFICULDADE EM DEFENDER

Sol de América
Equipe tem atuações irregulares (Foto: Reprodução)

O Sol de America, com todas as limitações técnicas, teve um bom desempenho na última temporada, quando terminou na quinta colocação, mas não repete a dose em 2019. O time é marcado pelas jogadas pelos lados do campo, sempre buscando um cruzamento na direção da área. A equipe paraguaia, porém, tem dificuldades em se defender, cedendo muitas jogadas ao adversário. No atual Campeonato Paraguaio, é o clube que mais levou gols.

LOCA CONEXÃO

Loco Abreu - Sol de América
Loco Abreu passou pelo Sol de America (Foto: Reprodução)

Um dos jogadores mais marcantes do Botafogo no início da atual década, Loco Abreu escreveu história no Clube de General Severiano no Campeonato Carioca de 2010, quando, de cavadinha, fez um dos gols na final da competição, sobre o Flamengo. Ao todo, o uruguaio fez 106 partidas e marcou 73 gols pelo Glorioso.

Em 2016, quatro anos depois da saída do Botafogo, Loco Abreu assinou com o Sol de America. No clube paraguaio, porém, o atacante não conseguiu repetir as mesmas atuações, marcando apenas dois gols em dez partidas disputadas pela equipe.