Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro classificou pandemia e isolamento como "histeria", em março (Foto: reprodução/ Instagram)

LANCE!
07/07/2020
12:53
Brasília (DF)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou, na manhã desta terça-feira, que está com coronavírus. O político realizou um exame para confirmar se realmente os sintomas de mal-estar que ele sentia poderiam diagnosticar a doença, de acordo com a comunicação da presidência. 

Em entrevista para anunciar o resultado positivo, Bolsonaro, de 65 anos - idade considerada faixa de risco -, afirmou estar "bem" e avisou que tomou hidroxicloroquina, remédio sem ainda comprovação científica para ajudar no tratamento da doença e que vem sendo defendido por ele.

- Estou bem, estou normal, em comparação a ontem (segunda), estou muito bem. Estou até com vontade de fazer uma caminhada, mas, por recomendação médica, não farei - disse Bolsonaro. 

HISTÓRICO DO ATLETA
Antes de ser diagnostico com o coronavírus, Bolsonaro diminuiu em diversas situações a doença que já foi confirmada como causa da morte de mais de 65.631 brasileiros, segundo dados oficias divulgados na manhã desta terça-feira.

Em março, pouco depois da Organização Mundial de Saúde (OMS) oficializar a Covid-19 como uma pandemia, Bolsonaro chegou a verificar uma "histeria" no país por conta da doença. Em outras situações, o presidente, que vem constantemente desrespeitando as orientações de prevenção ao contágio, chamou a doença de "gripezinha" e afirmou que seu "histórico de atleta" seria fundamental para que ele evitasse complicações por conta do coronavírus.

Além disso, o político acenou e apertou a mão de populares em manifestações pró-governo realizadas na capital do país. O presidente ainda viu a saída de dois ministros da saúde - Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich -, e sugeriu ser favorável a reabertura do comércio nas cidades. 

Em maio, o  jornal "Estado de São Paulo" pediu que o político apresentasse o exame que ele fez em maio após retornar de viagem dos Estados Unidos. Ao negar-se a mostrar o resultado, a Justiça solicitou os dados, que confirmaram a negativa. Vale lembrar que parte dos membros de sua equipe receberam um resultado positivo para a doença, na época.