LANCE!
12/12/2015
08:05
São Paulo (SP)

Depois de publicar a lista das melhores contratações da temporada, chegou o momento de mostrar as apostas que não deram certo. Aqueles jogadores que foram trazidos para brilharem, mas decepcionaram ou pouco produziram.

Os torcedores do Corinthians receberam a notícia da volta de Cristian com entusiasmo. Na lembrança, aquele volante marcador e com boa saída de bola de 2009. Nada disso, porém, aconteceu e o jogador ficou boa parte da temporada na reserva. O fato de ter um dos maiores salários do elenco colabora com a desconfiança.

Os ex-corintianos Jorge Henrique e Guerrero também entram na lista. O primeiro não foi bem no Internacional e tampouco no Vasco. Para piorar, caiu com o time carioca para a Série B e foi expulso na última rodada.
Guerrero chegou ao Flamengo como ídolo, marcou três gols logo de cara e deu fôlego ao Rubro-Negro. Mas parou por aí. Muito pouco para quem chegou como estrela e tem um dos maiores salários do futebol brasileiro.

O Flamengo, aliás, tem outro nome que chegou com pompa e ficou devendo. Poderia ser Marcelo Cirino, mas estamos falando de Ederson. Depois de muitos anos fora do país, o meia veio como solução para o meio de campo, mas as seguidas lesões o atrapalharam.
Ainda no Rio de Janeiro, o Fluminense atraiu olhares da imprensa mundial ao fechar com Ronaldinho Gaúcho. Menos de três meses depois, e nove jogos, o craque deixava o Tricolor.

Em São Paulo, não foi apenas o Timão que apostou no retorno de um ídolo. Um dos contratados do Palmeiras foi Cleiton Xavier. O meia voltou da Ucrânia e pouco jogou por causa de seguidas lesões.

Já o São Paulo, trouxe o meia argentino Centurión, do Racing. O Tricolor pagou 4,2 milhões de euros por 70% dos direitos econômicos do jogador, que atualmente é reserva.

Outros que foram contratados como esperança e não deram o retorno desejado são Leandro Damião, que foi liberado pelo Cruzeiro e está com o passe livre após ganhar na Justiça contra o Santos, Anderson, ex-Manchester United e jogador do Inter, e Braian Rodriguez, emprestado ao Grêmio e que fez 28 jogos e dois gols pelo Imortal.