Ana Canhedo
14/05/2016
17:56
São Paulo (SP)

Velho e novo se misturaram no Allianz Parque, neste sábado. Em agosto de 2015, o Atlético-PR calou o estádio diante de mais de 38 mil pessoas com gol de Walter. Nove meses depois, o centroavante viu de dentro de campo o versátil Palmeiras, agora comandado pelo técnico Cuca, pelo estreante Tchê Tchê e pelo "reestreante" Cleiton Xavier, vencer por 4 a 0, na estreia no Campeonato Brasileiro, com gols de Róger Guedes, Gabriel Jesus, duas vezes, e Thiago Martins. Os mais de 30 mil palmeirenses presentes no estádio puderam, enfim, rever o Verdão - muito mais evoluído do que aquele de três semanas atrás. Vida nova! Veja a repercussão da partida nos vestiários.


De nove meses para cá, algumas peças se mantiveram no time, novas chegaram e, juntos, "velho e novo", deram o tom da vitória. A começar pelo estreante Tchê Tchê, recém-contratado do Osasco Audax. Curinga de Cuca desde seu primeiro treino no Verdão, mostrou fome de bola e participou de praticamente de todas as jogadas, fosse na direita, fosse na esquerda. Começo para Tchê Tchê, recomeço para Cleiton Xavier, que sofreu muito com lesões desde aquele agosto de 2015 e só agora voltou a ser titular do Palmeiras. Juntos, comandaram o meio-campo e deram lenha para Róger Guedes e Jesus incendiarem o estádio.

Recuperado e com boa mobilidade, CX achou Gabriel Jesus na metade do primeiro tempo. O garoto dominou a bola alta pela esquerda e foi até quase a linha de fundo. Do outro lado, Róger Guedes deu um pique, invadiu a área muito rápido e apenas completou para o gol o cruzamento rasteiro recebido do camisa 33. A bola ainda bateu por último em Thiago Heleno antes de entrar. Aos 19 minutos, o Palmeiras já vencia a partida.

O Atlético, é verdade, tentou levar perigo. Nikão, pela esquerda, se esforçou, Walter até tentou... Não deu. Lucas Barrios, pivô isolado à frente do time, foi amarelado aos 27. Pouco tempo depois, recebeu a bola em contra-ataque, foi derrubado por Paulo André na entrada da área. Bruno Arleu de Araujo, árbitro da partida, iria amarelar o centroavante outra vez, mas voltou atrás em segundos e deu falta para o Palmeiras (corretamente), que permaneceu com 11 em campo, indício de que o segundo tempo reservaria ainda mais festa.

Mas nem o mais otimista dos palmeirenses esperava pelo gol de Gabriel Jesus logo aos 2 minutos do segundo tempo. Lucas Barrios fez o pivô e serviu, de novo, ele, Cleiton Xavier, que cruzou rasteiro e viu o garoto completar para o fundo das redes. Um é pouco, dois é bom, três é demais? Para CX10, neste sábado, não. De seu pé saiu a cobrança de escanteio que resultou no terceiro gol do Palmeiras. O zagueiro Thiago Martins subiu mais alto que todo mundo para fazer o terceiro.

Novo na idade, mas "velho de bola", como costuma dizer, Gabriel Jesus se meteu entre os defensores do Atlético para sofrer falta na entrada da grande e tirar Léo do jogo - segundo cartão amarelo. Daí em diante, só festa! A excelente estreia do Palmeiras ganhou novo bonito capítulo quando Cleiton Xavier deixou o gramado do Allianz Parque ovacionado pela torcida para dar lugar a Moisés.

Guedes e Jesus, contando com a movimentação de Tchê Tchê no meio-campo durante todo o jogo, ainda tiveram chance para aumentar e dar mais alegrias ainda a torcida que já começou a gritar "olé" com pouco mais de 30 minutos do segundo tempo. De bola parada, em contra-ataque ou em chute de longe... Jesus, enfim, conseguiu aos 41 minutos deixar mais um: recebeu lançamento em boa jogada de Rafael Marques e Alecsandro e emendou uma bomba de perna esquerda. Obcecado pela taça do Brasileirão, o Palmeiras mostrou que tem sim munição suficiente para conquistá-la.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 14/5/2016 - 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público total/Renda: 33.629 pagantes / R$ 2.078.159,34
Cartões amarelos: Barrios (PAL); Paulo André, Walter e Nikão (CAP)
Cartão vermelho: Léo (CAP)
Gols: Róger Guedes 18' 1ºT (1-0); Gabriel Jesus 1º 2T (2-0); Thiago Martins 7' 2ºT (3-0); Gabriel Jesus 41' 2ºT (4-0)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales, Jean, Cleiton Xavier (Moisés 24' 2ºT) e Róger Guedes (Rafael Marques 38' 2ºT); Gabriel Jesus e Lucas Barrios (Alecsandro 28' 2ºT). Técnico: Cuca

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Jadson (Hernani 14' 2ºT), Vinícius (Pablo 13' 2ºT), Ewandro e Nikão; Walter. Técnico: Paulo Autuori