Rodrigo Caetano (Foto: Matheus Dantas/LANCE!Press)

Rodrigo Caetano durante sua coletiva (Foto: Matheus Dantas/LANCE!Press)

Matheus Dantas
19/05/2016
18:50
Rio de Janeiro (RJ)

No dia após a eliminação do Flamengo para o Fortaleza na Copa do Brasil, Rodrigo Caetano foi o responsável a tentar explicar o atual momento vivido pelo Clube da Gávea. No Ninho do Urubu, o diretor de futebol conversou com a imprensa após diretoria, comissão técnica e jogadores participarem de uma longa reunião no Centro de Treinamento. Na coletiva, Rodrigo Caetano explicou o tom da conversa.

- Quando há um resultado adverso ou uma eliminação, procuramos exprimir nossas posições, do departamento de futebol, antes de prosseguir com as entrevistas do atletas. Temos que pedir desculpas ao torcedor, que fez seu papel e tem o direito de cobrar. Passamos o dia tentando identificar o que tem que ser identificado de errado para o Flamengo ter a segurança de saber o que fazer no Campeonato Brasileiro. É a competição que nos resta, o que aumenta a responsabilidade - declarou Rodrigo Caetano.

Com a eliminação do Flamengo, que pela primeira vez caiu na Copa do Brasil antes das oitavas de final, o nome de Rodrigo Caetano passou a ser bastante questionado dentro do clube e pelos torcedores. Sobre uma possível saída do clube, o diretor de futebol explicou:

- Esta decisão não cabe a mim. Até que alguém me passe uma posição contrária, vou seguir fazendo o meu trabalho. Faço meu trabalho. Vivo aqui diuturnamente e sofro. Não comecei ontem e sempre tive comprometimento. Tenho que acertar mais do que errar, claro - declarou Rodrigo Caetano, que dividiu as responsabilidades dos fracassos do Flamengo em 2016 com os jogadores e o restante do departamento de futebol e diretoria:

- Esse elenco foi montado em conjunto e nós entendemos que formamos um bom elenco. Temos jogadores de nível de seleção e jogadores que foram disputados por outros clubes. Mas ainda não conseguiu dar a famosa liga e justificar o investimento. É importante lembrar que nenhuma decisão tomada aqui dentro é tomada de forma individual - disse Rodrigo Caetano.

Sobre a temporada do Flamengo, Rodrigo Caetano não escondeu a frustração. O diretor ressaltou o investimento feito pelo clube neste elenco, citou que os compromissos do clube estão em dia e que o retorno não está sendo visto em campo. A avaliação do que está sendo feito de maneira errada no clube já está sendo feita de maneira interna, pelo departamento de futebol e diretoria.

- É frustrante (as três eliminações do Flamengo no ano). Nós planejamos para que tudo isso fosse diferente. Fizemos uma excelente pré-temporada. Temos um elenco equilibrado e isso não está vendo visto. O número de derrotas, mais do que as eliminações, nos faz rever até que ponto temos esse elenco equilibrado.

O cargo de Muricy Ramalho, neste momento, parece não estar ameaçado. Rodrigo Caetano afirmou que o retorno do técnico às atividades é aguardada para a próxima semana, dependendo de uma nova bateria de exames médicos, e só então serão discutidos possíveis contratações para o elenco do Fla.