HOME - Flamengo x Boavista - Campeonato Carioca - Guerrero (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Guerrero já recebeu cinco cartões nesta temporada, sendo dois contra o Vasco (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

João Matheus Ferreira
01/04/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Recentemente, Guerrero culpou a “calentura” (em português, quentura) dos jogos quando perguntado sobre a alta quantidade de cartões que já recebeu com a camisa do Flamengo. No clássico contra o Vasco, na última quarta-feira, o episódio se repetiu. Provocado por Rodrigo, reagiu com uma cotovelada e recebeu cartão amarelo. Toda essa “calentura” rende ao peruano uma marca bem negativa: a de ter mais cartões – 12, sendo um vermelho – do que gols – dez – com a camisa rubro-negra.

Mas essa fama é antiga. Pelo Corinthians, entre 2012 e 2015, o camisa 9 recebeu 25 cartões, sendo dois vermelhos. A média era, basicamente, de um cartão amarelo a cada cinco jogos disputados. No Flamengo, ele conseguiu piorar pela metade a estatística: um a cada duas partidas. Isso, somado ao fato de ter feito apenas dez gols em 32 jogos - contando também o clássico com o Botafogo - faz com que o peruano ainda não seja unanimidade entre torcedores, que cobram bastante dele.

Nesta temporada, Guerrero recebeu cinco cartões amarelos em 14 jogos, todos pelo Estadual. Não está pendurado pelo fato de eles terem zerado após a primeira fase. Portanto, jogará mais tranquilo o clássico contra o Botafogo, amanhã. Companheiro do peruano, Alan Patrick minimizou o fato.

– São dois jogadores experientes. Faz parte do clássico ter provocação. É normal, todo mundo quer ganhar. Às vezes o adversário faz algo para tentar desequilibrar o nosso jogador emocionalmente, fazer com que desconcentre do jogo, e é exemplo desse tipo de lance com o Guerrero. Ele é experiente, tem esses lances de provocação, teve oportunidades, por pouco o gol não saiu, mas fez grande jogo, ajudou e fez um sacrifício grande de voltar da seleção. Vejo como normal a situação – disse o meia.

* Atualizada em 2/4/2016 às 23h37 


GUERRERO PELO FLAMENGO
​31 jogos, 10 gols, 11 cartões amarelos e 1 cartão vermelho

GUERRERO PELO CORINTHIANS
​130 jogos, 54 gols, 23 cartões amarelos e 2 cartões vermelhos