A ginasta Carine Leão, ex-integrante da seleção brasileira, retorna ao tablado, aos 57 anos de idade, para um solo em homenagem à campeã olímpica e mundial Rebeca Andrade

A ginasta Carine Leão, ex-integrante da seleção brasileira, retorna ao tablado, aos 57 anos de idade, para um solo em homenagem à campeã olímpica e mundial Rebeca Andrade (Foto: arquivo pessoal)

LANCE!
04/11/2021
14:03
Porto Alegre (RS)

Quarenta anos depois de sua última apresentação oficial, a ginasta Carine Leão, ex-integrante da seleção brasileira, retorna ao tablado, aos 57 anos de idade, para um solo em homenagem à campeã olímpica e mundial Rebeca Andrade. A apresentação, ao som do funk “Baile de Favela", terá como palco a 1ª edição do Master de Ginástica Artística, agendado para o dia 27 de novembro em Porto Alegre.

“Quando a Rebeca conquistou a medalha olímpica, ela fez um agradecimento a todos que vieram antes dela. Eu vou fazer o solo dela, com a música dela, tentar fazer o mais parecido possível, exceto na parte das acrobacias, porque não deu tempo de treinar ainda (risos); mas nessa hora vou adaptar alguns movimentos. Alguma coisa eu sei fazer (risos)", conta a ginasta.

A última competição de Carine Leão foi no Mundial de 1981 em Moscou. Desde então, a gaúcha se manteve fisicamente ativa. A rotina de personal trainer e a paixão pela musculação a mantém apta a executar os movimentos da ginástica, “exceto o duplo mortal", brinca ela. Quarenta anos depois, o esporte evoluiu, os equipamentos mudaram, mas o amor pela modalidade segue intacto.

“Este retorno está me dando muito frio na barriga. É uma sensação muito gostosa, diferente de tudo o que eu tenho vivido. Tem 15 dias que estou ensaiando e já me sinto mais leve, com o corpo mais solto, adrenalizado. O mais legal é voltar a viver o espírito esportivo, com meninas, até mesmo de 7 anos, buscando me motivar a cada movimento que executo no solo. É uma sensação que eu nem lembrava como era", exalta a veterana.

Organizado pela Federação de Ginástica do Rio Grande do Sul (FGRS), o evento Meeting Master leva o nome de Siegfried Fischer, fundador da própria FGRS e também da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), além de ter sido vice-presidente da Federação Internacional de Ginástica (FIG). Veteranos de 40 a 70 anos de idade estão confirmados, incluindo ginastas que representaram o Brasil em Mundiais, Olimpíadas e Pan-Americanos.