Boca Juniors x River Plate

Os dois maiores clubes argentinos criaram jogadores que fizeram sucesso no Brasil também. Confira a lista - AFP

Mais Que Um Jogo (MQJ)
06/12/2018
15:52
Rio de Janeiro

River Plate e Boca Juniors, finalistas da Libertadores, são dois clubes consagrados também quando o assunto é revelar jogadores. No século XXI, times brasileiros se deram bem com atletas revelados pelos rivais argentinos.
Nomes com passagem por Boca e River, até mesmo dos elencos atuais, também se destacaram no futebol daqui.

Na lista, três atletas argentinos estão no futebol brasileiro atualmente: D’Alessandro, com história de sobra pelo Internacional, Lucho González, peça importante do Atlético-PR, e Maxi López, que conquistou a torcida do Vasco.

Atletas de Boca e River que se destacaram no futebol brasileiro no século XXI

Tévez
Revelado pelo Boca Juniors, Tévez chegou ao Corinthians em 2005 com pompa e não decepcionou: fez 31 gols em 52 jogos e foi campeão brasileiro. Depois de 15 gols em 24 jogos pelo Timão em 2006, foi para a Europa. Esta é a terceira passagem do atacante pelo Boca.

Tévez
(Foto: Divulgação/Boca Juniors)

Mascherano
Revelado pelo River Plate, Mascherano também chegou ao Corinthians em 2005 e foi campeão brasileiro. No ano seguinte, deixou o Timão e foi para o futebol europeu. Atualmente, aos 34 anos, defende o Hebei Fortune, da China.

Mascherano deve acertar sua volta ao River Plate
(FOTO: Divulgação)

Pratto
Atualmente no River Plate, o centroavante foi revelado nas categorias de base do Boca Juniors. Pratto se destacou com a camisa do Atlético-MG, em 2015 e 2016, e depois foi para o São Paulo, clube que defendeu em 2017.

Atuações River Plate 2018 - Lucas Pratto
(Foto: Divulgação/Lance!)

D’Alessandro
Ídolo do Internacional, D’Alessandro foi revelado pelo River Plate, clube que defendeu profissionalmente em duas ocasiões: antes de ir para a Europa e, recentemente, emprestado pelo Colorado.

D'Alessandro - River Plate (Atual)
(Foto: AFP / JUAN MABROMATA)

Maxi López
Fundamental para o Vasco, o centroavante foi revelado pelo River Plate e depois foi para o Barcelona. Além do Gigante da Colina, ele já defendeu o Grêmio aqui no Brasil: fez 17 gols em 41 jogos em 2009.

Maxi López
(Foto: Carlos Gregório Jr)

Conca
Ídolo do Fluminense, pelo qual foi campeão brasileiro, Conca foi revelado pelo River Plate. Porém, não teve muitas chances no time profissional argentino. O meia, antes do Flu, jogou um ano no Vasco e, em 2017, fez três jogos pelo Flamengo.

Conca pelo River Plate em 2002
(Foto: Diario ole)

Ábila
Autor de três gols nesta Libertadores, Ábila defendeu o Cruzeiro em 2016 e 2017, quando fez gols e ganhou o carinho da torcida. O centroavante está no Boca desde 2017.

Ramón Abila foi o grande nome do Boca Juniors contra o Unión
AFP

Calleri
O atacante argentino fez 16 gols em 31 jogos pelo São Paulo, em 2016 e caiu nas graças da torcida tricolor. Calleri defendeu o Boca Juniors em 2005: foram 23 gols em 58 jogos.

Calleri, Boca Juniors
Calleri, Boca Juniors (Foto: ALEJANDRO PAGNI/AFP)

Lucho González
O experiente meia argentino trocou o River Plate, em 2016, pelo Atlético-PR. É referência do time e uma das principais figuras em busca do título da Sul-Americana. Lucho González já havia defendido o River de 2002 a 2005.

Lucho González
(Divulgação/Atlético-PR)

Loco Abreu
Ídolo do Botafogo, pelo qual brilhou na conquista do Carioca de 2010, além de ter defendido Grêmio, Figueirense e Bangu no Brasil, Loco Abreu jogou pelo River Plate na temporada 2007/2008 e 2008/2009.

Loco Abreu River
Loco Abreu