Brasil x Peru - Tite

Brasil conquistou seu nono título de Copa América (Foto: Juan Mabromata / AFP)

LANCE!
08/07/2019
11:12
Rio de Janeiro (BRA)

O Brasil conquistou, neste domingo, o seu nono título da Copa América, ao vencer o Peru, por 3 a 1. Daniel Alves foi eleito o melhor do torneio, enquanto Gabriel Jesus, Richarlison e Everton (artilheiro da competição) marcaram os gols da vitória. Jornais do mundo inteiro repercutiram a conquista brasileira.

O 'Olé', diário esportivo argentino, priorizou a influência do VAR, enquanto o 'La Nacion', também argentino, destacou que a Seleção foi a melhor. O peruano 'El Comércio' fez questão de aplaudir o desempenho do Peru, ao dizer que a equipe retorna para casa "com o orgulho intacto". Confira as principais repercussões.

CLARÍN

Clarin
'Clarin' valorizou a Seleção sem esquecer de Messi (Foto: Reprodução)

O 'Clarín' estampou na capa uma foto da Seleção Brasileira com o título e destacou Gabriel Jesus (com um gol e uma expulsão) como um dos melhores da partida, além de valorizar o 40º título de Daniel Alves. Além disso, a publicação noticiou o fato de que Messi pode ser suspenso por até dois anos por conta de sua crítica à Conmebol na eliminação da Argentina. O craque disse que não pegou a medalha de terceiro lugar, pois a Copa América estava vendida ao Brasil e que ele não iria participar "dessa corrupção".

!-- Bloco de anuncio 1 -->

EL COLOMBIANO

El Colombiano
'El Colombiano' coroou a Seleção (Foto: Reprodução)

O 'El Colombiano' publicou em sua capa a foto dos jogadores brasileiros comemorando o título e escreveu: "Outra vez, rei", ressaltando a potência da equipe. Além disso, ressalta que a Seleção vai ter que defender o seu reinado na próxima edição da competição, que vai ser realizada na Colômbia e Argentina.

EL COMERCIO

El Comercio
Jornal peruano aplaudiu sua seleção (Foto: Reprodução)

O jornal peruano 'El Comercio' ressaltou o desempenho da seleção visitante. A publicação destaca que o Peru voltou "com o orgulho intacto" e o vice-campeonato da equipe: 'O sonho de ganhar o maior título do continente desapareceu no Maracanã, porém, se recuperou o ideal de equipe e lutou até o fim'.

EL ESPECTADOR

El Espectador
Jornal colombiano destacou o 'fator casa' (Foto: Reprodução)

O jornal colombiano 'El Espectador' também valorizou o desempenho brasileiro. "O Brasil se fez respeitar em casa", destacou a publicação. O jornal também ressaltou que esse foi o nono título da equipe ("quinto como mandante") e que a Seleção não conquistava desde 2007.

EL PAIS

El Pais
Jornal uruguaio valorizou vitória (Foto: Reprodução)

O jornal uruguaio 'El Pais' também colocou uma imagem dos jogadores brasileiros, com Daniel Alves (eleito o melhor do torneio) levantando a taça, em sua capa. "O melhor!", ressaltou a publicação uruguaio, que também pontuou qu o Brasil "dominou" a partida.

LA NACION

La Nacion
'La Nacion' destacou vitória brasileira (Foto: Reprodução)

O jornal argentino 'La Nacion' foi mais suave ao destacar a atuação do VAR: "Com ou sem o VAR, o Brasil foi o melhor". Ao contrário de outras publicações do país, o jornal destacou que a Seleção jogou bem: 'Apesar das declarações de Messi e da controvérsia com a AFA e a Conmebol, o Brasil se sagrou campeão da Copa América".

MUNDO DESPORTIVO

Mundo Desportivo
'Mundo Deportivo' ressaltou que o Brasil ganhou 'sem Neymar' (Foto: Reprodução)

O jornal catalão 'Mundo Deportivo' deu destaque à conquista brasileira puxando para o meia Arthur, que também defende o Barcelona. O meia deu assistência para o segundo gol do Brasil, marcado por Gabriel Jesus: 'Arthur dá o gol decisivo para a Canarinha', ressaltou a publicação. O jornal seguiu criticando Philippe Coutinho e taxou a participação do meia como "irrelevante" e também destacou que o Brasil conquistou o título "sem Neymar".

OLÉ

Olé
'Olé' segue culpando o VAR (Foto: Reprodução)

O 'Olé' seguiu provocando o Brasil. Para o jornal argentino, a Seleção ganhou a Copa América com "outra escandalosa ajuda" do VAR, em uma penalidade que "não houve". Na manchete, um trocadilho: 'VARsil', ao lado de "papelão da América".