Botafogo

Botafogo precisa vencer para se classificar na Sul-Americana (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
31/07/2019
09:00
Rio de Janeiro (RJ)

A missão pode parecer difícil, mas o Botafogo entra em campo contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, no Independência com a esperança de superar a derrota de 1 a 0, sofrida na partida de ida, no Rio de Janeiro. O LANCE! apresenta sete motivos que podem fazer o Alvinegro acreditar que é possível se garantir nas quartas de final da competição.

VIRADA DE CHAVE

Botafogo
Botafogo mostrou evolução (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

O Botafogo ainda não venceu após o fim da Copa América, mas mostrou evolução na última partida, contra o Flamengo, no domingo, pelo Brasileirão. Apesar da derrota por 3 a 2, a equipe comandada por Eduardo Barroca deu fim ao jejum de quatro partidas sem fazer gol e voltou a criar chances de perigo.

Uma classificação diante do Atlético-MG representaria a continuidade de tal evolução e, por consequência, uma mudança na postura da equipe para o decorrer da temporada. Desde o retorno das atividades, o Botafogo não mostrou o melhor futebol com Eduardo Barroca, mas este fator pode mudar em caso de vitória em Belo Horizonte.

FATOR DIEGO SOUZA

Diego Souza - Botafogo
Atacante fez gol contra o Flamengo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Diego Souza foi fundamental contra o Flamengo, marcando, em cobrança de falta, o segundo gol do Botafogo na partida. O tento foi fundamental no jogo e pode ser ainda mais importante para o futuro do jogador dentro do Alvinegro. Com confiança, o atacante pode somar boas atuações - e, sendo um dos atletas mais importantes do elenco - e ajudar a equipe.

O jogador, inclusive, conta com a "Lei do Ex" como uma vantagem para o jogo. Diego Souza teve uma passagem pelo Atlético-MG em 2010, clube no qual marcou seis gols. Em toda a carreira, o histórico do atacante contra o ex-clube é positivo: nove vitórias, sete empates e seis derrotas, com dez gols marcados em 22 partidas disputadas.

GATITO FERNÁNDEZ E A POSSIBILIDADE DE PÊNALTIS

Botafogo x Atlético MG Gatito
Gatito defendeu dez pênaltis pelo Botafogo (Vítor Silva/Botafogo)

Se o Botafogo vencer a partida por 1 a 0, a vaga para as quartas de final da Copa Sul-Americana será decidida nos pênaltis. Neste quesito, o Alvinegro possui uma carta a seu favor: Gatito Fernández, marcado pela frieza e bom aproveitamento nas defesas em chutes à marca da cal com a camisa alvinegra.

O histórico não mente: Gatito Fernández defendeu dez das 21 cobranças de pênaltis que teve de encarar no Botafogo, o que resulta em um aproveitamento de 47,6%. Se a vaga for decidida por este meio, o Botafogo pode contar com o paraguaio, decisivo na fase preliminar da Libertadores de 2017.

HISTÓRICO FAVORÁVEL

Botafogo x Atlético MG
Botafogo eliminou o Galo sete vezes (MAURO PIMENTEL/ AFP)

Se o placar do primeiro jogo foi negativo, o histórico geral dos mata-matas entre Botafogo e Atlético-MG é favorável ao time carioca. Essa é a décima vez que os times se enfrentam em quesito eliminatório na história; das últimas nove oportunidades, o Galo saiu vencedor em apenas duas. Na Sul-Americana, o Alvinegro levou a melhor sobre os mineiros nas edições de 2008 e 2011.

A última vez que as equipes se encontraram em um mata-mata foi na Copa do Brasil de 2017. Na ocasião, o Botafogo saiu classificado para as semifinais do torneio após reverter uma derrota de 1 a 0, em Belo Horizonte, em uma goleada por 3 a 0 no Estádio Nilton Santos. 

SALÁRIOS PAGOS

Botafogo x Atlético MG
Jogadores tiveram salários quitados (MAURO PIMENTEL / AFP)

Os bastidores do Botafogo ficaram mais tranquilos nos últimos dias. A diretoria quitou os dois meses de salários atrasados em julho e, após o pagamento da folha salarial referente a junho, quitado na última segunda-feira, os jogadores ficaram em dia com a diretoria na questão financeira.

Isto havia sido um problema durante boa parte desse mês. Durante três semanas, os jogadores do Botafogo resolveram, em tom de protesto pelos salários atrasados, não dar entrevistas coletivas ou participar de ações de marketing junto ao clube. Apesar de não ter faltado empenho em nenhuma partida durante este período, a cabeça dos jogadores fica mais confortável com a parte financeira sem problemas.

DINHEIRO DA CLASSIFICAÇÃO

Diego Souza - Flamengo x Botafogo
Vencedor desembolsa bolada (Foto: Photo Premium/Delmiro Junior)

Apesar de ter pago dois meses de salários em um, a situação financeira do Botafogo ainda é desconfortável. O Alvinegro quitou parte dos atrasados com a ajuda de torcedores ilustres, o que prova que os cofres do clube ainda passam por dias ruins.

A classificação, portanto, pode aliviar essa questão. A equipe que garantir a vaga nas quartas de final da Sul-Americana desembolsará o valor de 600 mil dólares (cerca de R$ 2,3 milhões, na cotação atual). Tal valor representa mais da metade de uma folha salarial mensal do Glorioso.

TRAJETÓRIA 'TRANQUILA' NA SEQUÊNCIA DA COMPETIÇÃO

Botafogo x Sol de América
Botafogo eliminou Defensa y Justicia-ARG e Sol de América-PAR (AFP)

O sorteio pode não ter sido favorável ao Botafogo por agora - afinal de contas, o Atlético-MG é um dos candidatos ao título da Copa Sul-Americana -, mas foi 'feliz' na sequência da competição. Ou seja, a equipe que passar por essa fase vai garantir, em tese, uma vida tranquila no restante do torneio.

A equipe que avançar nessa eliminatória vai enfrentar o Deportivo La Equidad, da Colômbia, nas quartas de final; com mais uma classificação, o adversário sairá entre Colón, da Argentina, Zulia, da Venezuela, e Sporting Cristal, do Peru. Se comparado à outras equipes na competição - como Independiente ou algum time brasileiro -, a trajetória é favorável.