Kepa

Kepa protagonizou momento inusitado na final da Copa da Liga Inglesa (Foto: Glyn KIRK / AFP)

LANCE!
25/02/2019
10:13
Rio de Janeiro (RJ) 

O goleiro Kepa Arrizabalaga protagonizou um momento embaraçoso na decisão da Copa da Liga Inglesa. Nos minutos finais da prorrogação, o arqueiro caiu no gramado com problemas na perna e o técnico do Chelsea, Maurizio Sarri entendeu que precisava substituí-lo. Ao perceber a decisão, Kepa se recusou a sair e causou um mal estar generalizado. O LANCE! relembra casos semelhantes e outros de descontamentos. 

PAULO HENRIQUE GANSO

Ganso comemorando a Libertadores de 2012 pelo Santos
Ganso no Santos (Foto: Divulgação)

Paulo Henrique Ganso comandou o Santos na decisão do Campeonato Paulista contra o Santo André, em 2010. Logo após a expulsão de Roberto Brum, o alvinegro ficou com oito homens em campo – Léo e Marquinhos já haviam recebido o cartão vermelho -, Dorival Júnior sinalizou a entrada de Bruno Aguiar no lugar de Ganso. No entanto, o meia recusou-se a sair. Sem imposição, Dorival trocou o substituto e sacou André.

LIONEL MESSI

2014 - Messi
Messi em 2014 (Foto: Arquivo/Reprodução)

Lionel Messi esteve no centro de uma discussão no Campeonato Espanhol. A polêmica ocorreu quando o Barcelona já vencia o Eibar por 3 a 0 e, a cerca de 15 minutos do fim do jogo, o treinador Luis Enrique decidiu substituir Messi Como o argentino se recusou a sair, o técnico foi obrigado a mudar seus planos: quem saiu foi Neymar, que cedeu seu lugar para Munir. 

ÁLVARO PEREIRA

HOME - Uruguai x Chile - Eliminatórias para Copa-2018 - Alvaro Pereira e Cavani (Foto: Pablo Porciuncula/AFP)
Alvaro Pereira e Cavani (Foto: Pablo Porciuncula/AFP)

Álvaro Pereira viveu uma cena inusitada no confronto entre Uruguai e Inglaterra. O lateral uruguaio entrou de carrinho, em disputa com Sterling, e foi a nocaute. Ele foi atendido e, ao perceber que o médico estava pedindo a sua substituição, exigiu continuar em campo. O técnico Óscar Tabárez aceitou a exigência do jogador, que seguiu no gramado. 

KALINIC

Nikola Kalinic foi cortado da Copa do Mundo após se queixar de dores nas costas para não jogar
Kalinic na Croácia (Foto: Divulgação) 

Desta vez não foi problema para sair, mas sim, para entrar. O ato de indisciplina aconteceu na partida entre Croácia e Nigéria, pela Copa do Mundo, quando o técnico Zlatko Dalic chamou o atacante Nikola Kalinic para entrar aos 40 minutos do segundo tempo. Irritado, o jogador se recusou a ir a campo e permaneceu no banco. O ato irritou a todos da direção, que decidiu pelo corte.

RAMON DIAZ

Ramon Díaz
Ramon Diaz foi técnico do River Plate (Foto: AFP) 

Em 1996, River Plate e Racing se enfrentavam pelo Campeonato Argentino, quando o árbitro expulsou Bonano. O técnico Ramón Díaz queria que Ortega saísse para a entrada de Mono Burgos. O atleta se recusou a sair, o treinador parou a mudança e quem saiu foi Montserrat. Ortega ficou, marcou e River venceu a partida por 4 a 3. 

SAMUEL SANTOS

Botafogo-SP x Corinthians
Atleta do Botafogo-SP assustou no Paulistão (Foto: Divulgação) 

O lateral-direito do Botafogo-SP, Samuel Santos, protagonizou momentos de apreensão na partida entre o Pantera e a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista. Aos 40 minutos do segundo tempo, o jogador disputou uma bola aérea, chocou cabeça com cabeça e caiu no gramado. Como o Botafogo já tinha feito as três substituições, a saída do lateral deixaria o time com um homem a menos. Diante da situação, ele insistiu com veemência aos médicos para não deixar o campo.