Fluminense x Flamengo VAR

Arbitragem e VAR têm desafio tenso no Fla-Flu (Foto: Diego Maranhão/AMPress/Lancepress!)

Marcello Neves
28/03/2019
14:45
Rio de Janeiro (RJ) 

O clássico entre Flamengo e Fluminense foi quente do início ao fim. Catimba, reclamações, confusões... a vitória rubro-negra por 2 a 1, na última quarta-feira, foi cercada de polêmicas sobre o árbitro Marcelo de Lima Henrique e o uso confuso do VAR - que enfrentou o seu maior desafio desde que entrou em atividade no Brasil. O LANCE! entrou em contato com especialistas para comentar sobre os lances polêmicos da partida. 

GOL DE LEO SANTOS ANULADO PELO VAR

Fluminense x Flamengo VAR
Fla-Flu com VAR (Foto: Diego Maranhão/AMPress/Lancepress!) 

Logo no primeiro minuto, Léo Santos aproveitou sobra do cruzamento e, após bate-rebate na área, finalizou para o gol, sem chances para Diego Alves. O assistente, porém, paralisou o lance. Marcelo de Lima Henrique pediu a participação do VAR, que anulou o tento devido a uma suposta falta do zagueiro Matheus Ferraz, do Fluminense, em Rodrigo Caio, do Flamengo. 

- Na minha opinião, o gol foi legal. Matheus Ferraz disputa a bola pelo alto com o Rodrigo Caio, em luta pelo espaço, para mim lance normal. Depois, o Renê falha e o jogador faz o gol. Não há impedimento porque o Renê errou, habilitando o adversário. Gol foi legal - declarou Carlos Eugênio Simon, dos canais Fox Sports. 

11 CARTÕES AMARELOS E DOIS VERMELHOS

Fluminense x Flamengo
Fla-Flu com VAR (Foto: Eldio Suzano/Photopress/Lancepress!) 

Fla-Flu teve 11 cartões amarelos e dois vermelhos. Um time inteiro amarelado e os dois destaques dos clubes expulsos. Equipes pilhadas dentro e fora de campo. O árbitro Marcelo de Lima Henrique não conseguiu controlar os ânimos exaltados. Fluminense mais reclamando que jogando bola, Flamengo batendo boca além do normal. Enquanto isso, cartão amarelo para tudo que é lado. 

- Em um jogo onde os 22 jogadores não estão afim de jogar e estão afim de brigar, não tem VAR que resolve. Os jogadores estavam em campo para brigar. Pesa também que o Marcelo de Lima Henrique é um árbitro fraco, que deixa as coisas acontecerem. Na expulsão do Bruno Henrique, tudo transborda de vez. Foi um espetáculo de falta de educação dos dois lados - declarou o jornalista Eduardo Tironi, da ESPN. 

EXPULSAO DE BRUNO HENRIQUE

Fluminense x Flamengo Bruno Henrique
Fla-Flu com VAR (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo) 

A expulsão de Bruno Henrique foi praticamente unânime. O atacante isolou a bola e deixou a perna. A chuteira do atleta do Flamengo acertou o joelho direito do lateral Gilberto, do Fluminense. Cartão vermelho que não teve reclamação e rendeu um pedido de desculpas após a partida. 

- Expulsão clara do Bruno Henrique, que atrapalhou o Flamengo pois é um jogador taticamente muito importante. O Fluminense tem um bom toque de bole e ter um jogador ágil era um ponto forte. Com a saída dele, você perde um jogador muito importante. Além disso, a expulsão em um clássico quente como estava ontem fez os jogadores voltarem para o segundo tempo com emocional atrapalhado - declarou Carla Araújo, setorista no Coluna do Flamengo. 

VAR EM LANCES QUE NÃO SÃO DE VAR 

Fluminense x Flamengo
Fla-Flu com VAR (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C)

Quando a partida estava quente, os jogadores de Flamengo e Fluminense passaram a pedir o uso do VAR para qualquer lance. Literalmente, qualquer lance. Desde faltas para cartão amarelo até conferência para ver se a bola saiu pela linha lateral. Marcelo de Lima Henrique batia boca com os mesmos tentando explicar a regra ou se impôr das reclamações. 

- Eu acho que esse é o menor problema - a ignorância sobre os momentos que o VAR pode ser adotado. Para mim, o maior é a ação do VAR para jogadas interpretativas. Todo mundo tem que saber que o VAR é usado para cartão vermelho, identidade, lance de gol... mas o problema está sendo nas jogadas de interpretação. Se é um lance que dá margem para interpretação, ele (árbitro) tem que decidir. Ele tem que parar de apitar com a mão no ouvido para ouvir o cara lá da sala. O VAR tem que ser o grande corretor. Mínima interferência com máxima eficiência, como diz a Fifa - comentou Paulo Vinicius Coelho, dos canais Fox Sports.

RECLAMAÇÕES DE PENALTI PELO FLAMENGO

Fluminense x Flamengo Abel
Fla-Flu com VAR (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo) 

O Flamengo pediu o uso do VAR em duas oportunidades: no primeiro, o volante Allan espirrou para afastar a bola, que teria resvalado em seu braço. No segundo, Caio Henrique afastou o cruzamento com o peito e os atletas do Flamengo pediram a revisão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique não chamou o árbitro de vídeo em nenhum dos lances. 

- Existe uma cultura implantada no Brasil onde jogadores e comissões técnicas observam o árbitro como inimigo comum, como alguém que tem que ser sabotado o tempo todo. Os jogadores passam todo tempo tentando ludibriá-lo para ter vantagem e não o vêem como um mediador. Essa visão, que é parte da nossa cultura de ganha a qualquer custo, está subvertendo todas as inovações do que se tenta dar credibilidade ao jogo. O jogador é educado para ser o mais malandro porque a gente acha bonito ganhar de qualquer custo. O que inviabiliza o bom andamento do jogo é a falta de educação no quesito esportivo - declarou Carlos Eduardo Mansur, do Jornal O Globo. 

PÊNALTI EM EVERALDO

Fluminense x Flamengo
Fla-Flu com VAR (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.) 

Pênalti para o Fluminense. Everaldo fez ótima jogada individual, invadiu a área pela esquerda e foi derrubado. Jogador reclama muito, mas Marcelo de Lima Henrique, muito tranquilo, manda o jogo seguir. Após consulta ao VAR, o árbitro voltou atrás e marcou pênalti de Léo Duarte. 

- Para mim não aconteceu o pênalti. Everaldo entra na área, mira o fundo e o Léo Duarte está virando. O pé dele está na grama e o Everaldo busca o contato. A perna do zagueiro do Flamengo está parada, então não houve pênalti. Marcelo de Lima Henrique estava bem posicionado e deixou seguir - declarou Carlos Eugênio Simon, dos canais Fox Sports.

PENALTI NO FINAL DA PARTIDA

Fluminense x Flamengo Everton Ribeiro
Fla-Flu com VAR (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo) 

No final da partida, Lucas Silva foi derrubado na área por Léo Santos, e Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti para o Flamengo perto do fim do jogo. Éverton Ribeiro cobrou com muita categoria, sem olhar para o gol, e marcou: 2 a 1 para o Flamengo no Maracanã. 

- Aquele empurrão nas costas do jogador do Flamengo, para mim, foi pênalti claro. Não precisaria de recurso de VAR porque o arbitro estava bem posicionado e o assistente também indicou a penalidade pelo contato faltoso dentro da área. Nossos jogadores acham que não pode haver penalidade em determinados minutos, que tem um cronograma. É o poder de decisão que o árbitro tem e concordo com a marcação - disse Marcio Chagas, ex-árbitro e comentarista da RBS TV

EXPULSÃO DE GANSO

Fluminense x Flamengo
Fla-Flu com VAR (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.) 

Após o gol do Flamengo, cartão vermelho para Ganso, por reclamação. Depois, o meia xingou o quarto árbitro: "você é um babaca". Expulsão o tira da semifinal do Campeonato Carioca, caso o Fluminense se classifique. Clube enfrentará Flamengo ou Vasco sem o camisa 10.

- Eu nunca vi o Ganso tão alterado como daquele jeito, nem no inicio da carreira onde poderia não estar tão maduro. Pode ter o lado positivo, porque mostra estar interessado na causa do Fluminense. Mas o negativo é na o ter ele na semifinal. O Fluminense vive sem ele e o Diniz pode achar soluções para continuar jogando bem - declarou Mario Marra, da Globo/CBN e ESPN