Atlético-MG x Cruzeiro

O ano atleticano está complicado por enquanto, pois viu o maior rival superar o Galo na final do Mineiro e ainda se garantir nos mata-mata da Libertadores, enquanto era eliminado da competição sul-americana-Bruno Cantini / Atlético

Anderson Gonçalves- Valinor Conteúdo
26/04/2019
08:10
Belo Horizonte

O Galo busca paz e equilíbrio na temporada de 2019. Eliminado da Libertadores ainda na fase de grupos e derrotado na final do Mineiro para o maior rival, Cruzeiro, transformou a jornada alvinegra no Brasileiro em uma peregrinação por um resultado satisfatório para a sua fanática e magoada torcida, que continua a ver a equipe sendo mal conduzida dentro e fora de campo. O Galo 2019 só quer que o ano termine bem.



 FASE PRÉ-GRUPOS DA LIBERTADORES EM 2018

Atlético MG x Defensor Elias
A vaga para a fase pré-grupos da Libertadores de 2019 só foi conquistada na última rodada, contra o Botafogo-DOUGLAS MAGNO / AFP

Com um time médio, o Atlético-MG fez um Campeonato Brasileiro dentro das suas possibilidades, chegando inclusive a disputar a liderança antes da Copa do Mundo, mas faltou elenco mais extenso e ainda uma melhor proteção da diretoria atleticana com o trabalho de Thiago Larghi, que teve suas falhas, mas foi o único técnico do Galo que conseguiu dar um padrão de jogo estável e confiável ao time.

Larghi foi trocado por Levir Culpi, que na base da emoção conduziu à equipe para a fase pré-grupos da Libertadores de 2019, quando terminou a competição na sexta posição, com 59 pontos.



CHANCES NO BRASILEIRO: BRIGA POR OUTRA PRÉ-LIBERTADORES

Atlético MG x Danubio
O Galo está demonstrando ter mais chances de chegar em outra fase pré-grupos da Libertadores, do que ao título-Bruno Cantini

O desempenho do Atlético-MG na temporada 2019 até agora, gera uma expectativa que a equipe alvinegra pode melhorar sua performance, porém, não se habilita na luta pelo título brasileiro, nem por uma vaga direta na Libertadores via G4.

O desenho atleticano com base no que o time vem produzindo é buscar outra vez uma vaga na fase pré-grupos da competição sul-americana, ficando entre a quinta e sexta posição. Mas, não será surpresa se o Galo brigar apenas para estar entre os 10 primeiros colocados.



ELENCO CARENTE E SEM TÉCNICO

Atlético-MG x Cruzeiro
O interino Rodrigo Santana tem feito bom trabalho até agora, mas o clube ainda procura um titular para a função- Bruno Cantini / Atlético

O Atlético-MG tem uma urgência. Arrumar um técnico. Desde a demissão de Levir Culpi, foram três tentativas e três negativas. O clube vai iniciar o Brasileiro sem um comandante fixo e Rodrigo Santana vai ficando no cargo neste começo de campeonato, como aconteceu em 2018 com Thiago Larghi.

As dificuldades aumentam para alvinegro, pois o clube não está em grandes condições financeiras no momento. Por isso, foi modesto nas contratações, apostando em jovens promessas, como o lateral-direito Guga, ou desconhecidos do público em geral, como o atacante Maicon Bolt, que estava na Turquia, e o meia Vinícius, ex-Bahia. Veteranos como Ricardo Oliveira e Elias ainda não têm reservas confiávei. Adílson e Zé Welison tem oscilado muito e no meio de campo, enquanto Alerrandro, que fez bom mineiro não ganhou chances reais nos maiores testes da equipe. Papagaio, que veio do Palmeiras, não fez uma partida inteira ainda.

A má fase de outras peças como Fábio Santos, Igor Rabello, contratação mais cara do ano, e as constantes lesões de Réver, que retornou ao clube em 2019, deixam a equipe pouco confiável para pensar grande no Brasileiro. A esperança de qualidade é em Geuvânio, que é recém-chegado, mas precisa apagar a má passagem pelo Flamengo em 2017/18, para mostrar que ainda é o mesmo dos tempos de Santos.




CONFIRA O TIME-BASE

O Galo 2019 tem uma base, mas ainda precisa de peças para ficar mais forte
O Galo 2019 tem uma base, mas ainda precisa de peças para ficar mais forte- Bruno Cantini/Atlético-MG

A equipe que mais entrou em campo nos últimos jogos foi: Victor, Guga, Réver, Igora Rabello e Fábio Santos. Adílson, Elias, Luan, Cazares; Chará e Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana(interino).




A TABELA  ATLETICANA ANTES DA COPA AMÉRICA

Avaí x Atlético MG
A estreia atleticana no Brasileiro será diante do Avaí, neste sábado, no Independência-(Foto: Eduardo Valente/Lancepress!)

1ª rodada (27/04)
Atlético-MG x Avaí
Independência - 19h

2ª rodada (1 /5)
Vasco x Atlético-MG
São Januário - 21h30

3ª rodada (4/5)
Ceará x Atlético-MG
Castelão - 21h

4ª rodada (12/5)
Atlético-MG x Palmeiras
Independência - 16h

5ª rodada (18/5)
Atlético-MG x Flamengo
Independência - 19h

6ª rodada (26/5)
Grêmio x Atlético-MG
Arena do Grêmio - 16h

7ª rodada (2 /6)
Atlético-MG x CSA
Independência - 19h

8ª rodada (8/6)
Santos x Atlético-MG
Vila Belmiro - 16h

9ª rodada (13/6)
Atlético-MG x São Paulo
Independência - 20h




ANÁLISE GERAL DO ATLÉTICO-MG

Atlético MG x Nacional
A eliminação na Libertadores doeu para o atleticano, mas ir bem no Brasileiro pode ser um  bom remédio- DOUGLAS MAGNO / AFP

O Atlético-MG precisa repensar sua caminhada no futebol brasileiro. Entender que o momento é de se reformular e bancar as mudanças que precisam ser feitas no clube e no time. Se houver um discurso honesto da diretoria para o seu torcedor, que compreende a situação financeira precária, certamente vai apoiar o time em metas mais modestas, porém possíveis, como buscar outra vaga na fase pré-grupos da Libertadores de 2020.

O Brasileiro deve servir para o Atlético-MG fazer uma base sólida e aí sim, construir a próxima temporada com objetivos da grandeza do clube.