Eduardo Torreão

Eduardo Torreão ficou conhecido pelos áudios de sexta-feira no WhatsApp (Foto: Divulgação)

Rodrigo Souza*
17/01/2020
10:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense já contratou sete jogadores para a próxima temporada, mas um deles teve um anúncio especial. Trata-se do atacante Fernando Pacheco, de 20 anos, ex-Sporting Cristal-PER e que defende a seleção olímpica do Peru, que foi anunciado por um ilustre tricolor das redes sociais: Eduardo Torreão, conhecido pelos áudios de sexta-feira.

- Não imaginava que fossem utilizar dessa maneira. Pensei que seria um storie no Instagram, não tinha noção que iam usar no feed. Foi a publicação com maior número de comentários. Não esperava que a galera fosse gostar tanto. Apareceu até na televisão, fiquei muito feliz - disse Eduardo ao LANCE!.

A famosa voz do áudio de "bom dia" de toda sexta-feira, que viralizou no WhatsApp, é torcedor do Fluminense. Eduardo, de 27 anos, tem uma ligação especial com o Tricolor das Laranjeiras: o seu avô vestiu a camisa verde, branca e grená nos anos 50, e atuou ao lado de Waldo - maior artilheiro da história do clube - e outros ídolos tricolores.

- Sou tricolor, mas tem algo que poucas pessoas sabem: quando eu era pequeno, torci para o Vasco. O meu padrinho me deu o uniforme. Mas era criança. O meu avô não gostou disso e não falava comigo direito. Minha família é de tricolor doente. Meu tio, que também não falava comigo direito, insistiu para me levar no estádio. E aí o coração abriu quando vi o estádio lotado e a torcida cantando - contou.

Eduardo Torreão
Eduardo Torreão com a camisa do Fluminense ao lado do seu pai Domingos (Foto: Divulgação)

Além da contratação de Fernando Pacheco, o Fluminense já anunciou os volantes Hudson e Yago, o meia Felippe Cardoso e o atacante Caio Paulista. O Tricolor ainda aguarda a documentação do Cruzeiro para anunciar mais dois jogadores: o lateral-esquerdo Egídio e o volante Henrique. Eduardo, que anunciou a promessa peruana, aprovou todas as contratações até o momento.

- Estou gostando muito das contratações. Egídio, Henrique e Hudson, que apesar de jogadores experientes, são de qualidade. Adorei a aposta no (Fernando) Pacheco, que é um jogador jovem, veloz e habilidoso, e as renovações do Nino e Gilberto. Achei que pelo problema financeiro, o Fluminense só fosse perder jogadores e não ia repor à altura. Mas estou gostando dos reforços, dentro das limitações financeiras - afirmou Eduardo, que sonha com a volta de um jogador para as Laranjeiras e apontou alguns nomes que gostaria de ver com a camisa tricolor.

- O Fred é meu ídolo. Gostaria que ele voltasse. Também gostaria do Dedé. Apesar de terem sido rebaixados com o Cruzeiro, são jogadores de extrema qualidades e um deles com uma enorme identificação com o clube. O (Guilherme) Arana também me agrada muito - disse.

Desde a saída da Unimed, o Fluminense enfrenta uma reformulação dentro e fora dos gramados. O clube passou a apostar na base e em contratações pontuais. Nos últimos anos, bateu na trave na Copa Sul-Americana, que virou o grande objetivo desde 2017. Para Eduardo, o Tricolor deve continuar almejando a competição e sonha com o título para 2020.

- Esse ano a minha expectativa é, de repente, ganhar o Carioca e beliscar o título da Sul-Americana. Seria importante para o Fluminense conquistar esse título internacional. Temos chance - acredita Eduardo, que vê o Flu distante das disputas nacionais, mas que vê um futuro promissor nas Laranjeiras.

- Brasileirão e Copa do Brasil, que são torneios mais visados e valorizados, têm outros times na frente, acho difícil. Tenho certeza que até o ano que vem vamos ter um patrocinador master. Estou contente com o trabalho do Mário (Bittencourt, presidente do Fluminense) e dos dirigentes - finalizou.

*Estagiário sob a supervisão de Paulo Victor Reis