Marcio Porto
17/05/2016
17:26
Enviado especial a Belo Horizonte (MG)

O próximo destino de Calleri, esperança de gol do São Paulo para o duelo desta quarta-feira contra o Atlético-MG, pela Libertadores, está mais próximo da Inglaterra do que da Itália. O LANCE! apurou que o grupo de investidores que possui os direitos sobre o atacante negocia para colocá-lo no futebol inglês, mais precisamente no West Ham (ING).

As tratativas encontram-se em estágio avançado. Mais próximo de se concretizarem do que o suposto acordo com a Inter de Milão (ITA), já desmentido pelo próprio Calleri. É que quando chegou ao São Paulo, circulou a informação de que já havia acertado para defender os italianos a partir de junho

A situação não é a projetada por Calleri. Sua preferência é pelo futebol Italiano. Sua família tem raízes no país latino e o atacante acredita que é onde seu estilo de jogo pode se desenvolver melhor. A paixão dos italianos pelo futebol, uma tradição cultuada há tempos, também mexe com o jogador e sua família.

Calleri foi comprado do Boca Juniors (ARG) por um grupo de investidores ligado ao Deportivo Maldonado, clube uruguaio utilizado pelo empresário Juan Figer para registrar jogadores. Os altos valores desembolsados (cerca de R$ 48 milhões no inicio deste ano) pelo grupo faz com que eles privilegiem a saída do jogador para a Europa ao término de seu vínculo com o São Paulo.

De qualquer forma, o futuro de Calleri também terá desdobramentos nesta quarta. Caso o São Paulo se classifique para as semifinais da Libertadores, seu contrato será renovado automaticamente para a disputa, também de um eventual final, em julho. Caso seja eliminado, o argentino só cumprirá o vínculo válido até 30 de junho e depois, provavelmente, seguirá para a Europa.

O São Paulo já não tem mais esperanças de alongar o contrato de Calleri, a menos que seja campeão da Libertadores e o jogador faça pressão para disputar o Mundial, no fim do ano. A diretoria corre em busca de um jogador da posição para repor a baixa do técnico Edgardo Bauza.