São-paulinos chegando ao hotel

Calleri tira foto com torcedor na chegada do São Paulo (Foto: Marcio Porto)

Marcio Porto
17/05/2016
15:17
Enviado especial a Belo Horizonte (MG)

O São Paulo já está em Belo Horizonte, onde enfrenta o Atlético-MG nesta quarta-feira, pelo jogo de volta das quartas de final da Libertadores. A delegação teve problemas com o voo e chegou à capital mineira cerca de duas horas depois do previsto. O atraso fez com que o técnico Edgardo Bauza proibisse os jogadores de concederem entrevistas para focarem em mais descanso. Às 19h, a equipe faz o reconhecimento do gramado da Arena Independência.

Quem falou sobre a partida, portanto, foi o próprio Bauza. O treinador argentino pediu uma atuação firme do árbitro uruguaio Andrés Cunha. Vale lembrar que antes do jogo de ida, o presidente do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, pressionou a Conmebol pela arbitragem. Depois do confronto, foi a vez de Daniel Nepomuceno, mandatário do Galo, se queixar da atuação do colombiano Wilmar Roldán.

- Não vai mudar, acho que o jogo vai ser muito parecido com o primeiro, o que queremos é que o árbitro esteja à altura das circunstâncias. As duas equipes precisam do árbitro, a Conmebol. Esperamos que o árbitro tenha "jerarquia" (personalidade), faça boa partida, e que os atletas também façam. Será uma partida disputada - afirmou o comandante são-paulino.

Bauza também indicou que o time que começará jogando será mesmo o que treinou na última segunda-feira, com Maicon, Mena e Michel Bastos confirmados. Ainda resta o último treino, mas a tendência é que entre com: Denis, Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Kelvin, Ganso e Michel Bastos; Calleri.

Confira abaixo o que disse Patón na chegada do time em Belo Horizonte. O São Paulo joga por um empate para avançar. Caso marque gols, pode até perder por um de diferença. Se o Galo devolver o placar de ida, a decisão será nos pênaltis. Qualquer outro dá a vaga aos mineiros.

Time
Vamos confirmar mais tarde. Mas indicaria que sim, a equipe que treinou que vai jogar. Mas vamos esperar a atividade da tarde para ver.

Se Robinho jogar muda algo?
Não. Acho que não vamos mudar nada. Temos um plantel, e de acordo com a equipe que treinamos, e assim vamos sair para o estádio.

Time está pronto para avançar?
Falta 90 minutos, difícil. Não sabemos, o importante de ter chegado até aqui, quando muitos pensavam que não conseguiríamos. E estamos entre os oito melhores, vamos tentar estar entre os quatro. Não será fácil.

O que o Galo pode fazer de diferente
As equipes, os atletas, o técnico que conhece muito. Vai ser o principal problema que vamos ter. Nós também temos bons atletas, temos de fazer uma boa partida. Vamos deixar tudo. A torcida do São Paulo sabe que vamos deixar tudo.

Temperamento de Calleri preocupa?
Não, para nada. Se não faz gols não pode dizer que não participa do jogo. Participa muito do jogo.

São Paulo já marcou seu nome no ano?
Em minha cabeça, não entra que estamos desclassificados, mas são coisas que podem passar. Estaremos muito triste, e no outro dia teremos de pensar no domingo, segue e falta muito. Mas a equipe já tem uma identidade, incorporada, já temos.