Mario Andrada, diretor de comunicações da Rio-2016, fala sobre o impacto do zika vírus nos Jogos Olímpicos (Foto: Vanderlei Almeida/AFP)

Mario Andrada, diretor de comunicações da Rio-2016, fala sobre o impacto do zika nos Jogos (Vanderlei Almeida/AFP)

LANCE!
10/02/2016
15:47
São Paulo (SP)

Nos últimos tempos, talvez, nenhuma palavra tenha visitado tanto as manchetes de publicações quanto zika vírus. A doença, ainda nebulosa para boa parte dos pesquisadores, vem tirando o sono dos órgãos governamentais brasileiros e, na parte esportiva, das entidades olímpicas.

O vírus vem causando preocupação a diversos comitês olímpicos de todo o mundo, que comentam sobre um possível boicote de suas delegações ou até mesmo o adiamento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

Enquanto o Ministério do Esporte afirma que o zika não atrapalhará a Olimpíada e o Comitê Olímpico Internacional (COI) diz que fará de tudo para proteger os atletas, as delegações mostram medo com a propagação da doença.

Mas o que é o zika o vírus?
O vírus da zika está presente no Brasil desde o ano passado. Alguns pesquisadores suspeitam que a doença foi trazida ao país durante a Jornada Mundial da Juventude, um evento católico realizado no Rio de Janeiro durante a visita do Papa Francisco, em 2013, por uma delegação da Polinésia Francesa.

Quais são os sintomas?
A princípio, a pessoa contaminada apresenta febre, erupções na pele, coceira e dores musculares. A maior preocupação dos órgãos de saúde, porém, é a possível ligação (ainda não confirmada) do vírus com outras doenças, como a microcefalia (nascimento de crianças com o cérebro reduzido) e a síndrome de Guillain-Barré (doença autoimune que ataca o sistema nervoso). Os sintomas mais brandos da doença geralmente desaparecem de três a sete dias

Como ocorre a transmissão?
A propagação do zika vírus se dá pela picada do mosquito Aedes aegypti, também responsável pelo contágio da dengue e chikunguya. Alguns pesquisadores estudam a possibilidade de contaminação por saliva, sêmen e urina.

Existe tratamento?
Não há vacina ou tratamento específico para a doença. O tratamento é feito com medicação específica para cada sintoma (segundo informações do Ministério da Saúde). O uso de ácido acetilsalicílico (aspirina) deve ser evitado.

Quais as medidas para prevenir a doença?
Quanto ao contágio por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, a prevenção se dá por meio da eliminação da água parada, utilizada pelo vetor para se reproduzir. Caso haja a detecção de focos do mosquito de difícil eliminação, a pessoa pode acionar a Secretaria Municipal de Saúde do seu município.

Por que zika?
O vírus foi baseado de "zika" por conta do local onde foi identificado pela primeira vez, em um macaco na floresta Zika, na Uganda, em 1947.