RADAR/LANCE
01/09/2016
10:41
Rio de Janeiro (RJ)

Logo aos cinco minutos, um gol do Figueirense, marcado por um atacante ex-Vasco, e uma já conhecida provocação direcionada aos torcedores do Flamengo. Na partida entre os catarinenses e o Rubro-Negro, pela segunda fase da Copa Sul-Americana, Rafael Silva balançou a rede, fez um gesto indicando a eliminação do Fla e, como a classificação não veio, teve que aturar respostas na mesma moeda. 

O próprio Flamengo, por exemplo, usou as redes sociais para brincar com Rafael, que, logo depois de marcar, foi expulso e acabou prejudicando a sua equipe. O clube carioca postou a crônica da heroica vitória, com uma foto de Jorge e o título: "Corta pra mim". Logo depois, mais três postagens foram acompanhadas da hashtag #cortapramim. 

Após o duelo, que terminou com uma vitória dos cariocas por 3 a 1, Leandro Damião não perdeu a oportunidade. Se virou para as arquibancadas do estádio Kleber Andrade, em Cariacica, e repetiu o gesto degolador. Captadas pelas câmeras da "SporTV", as imagens de Damião rapidamente viralizaram nas redes sociais.

- Todo mundo ficou triste pela reação dele ali, ninguém gosta disso. Mas a gente entende o lado dele, foi num momento em que pensou que ganharia o jogo. Tivemos tranquilidade, em nenhum momento quisemos mostrar para ele que havia nos incomodado. Só pensamos em jogar bola para conseguir a vitória. A gente não queria tomar gol cedo, mas quando tomamos foi a hora em que o time acordou, foi importante. O time soube ter calma para virar a partida e ter um resultado importante - disse o camisa 18. 

Leandro Damião
Damião, logo após o jogo ante Figueira (Foto: Reprodução/Twitter)

Ainda sobre sucesso nas redes sociais: uma foto da delegação do Flamengo retornando ao Rio de Janeiro, ainda no avião, também chamou a atenção e foi o combustível de mais gozações: o goleiro Alex Muralha fez o mesmo gesto, com a mão no pescoço. 

Alex Muralha
Brincadeira sadia de Muralha (Foto: Reprodução/Twitter)

A primeira deu certo...

Em agosto do ano passado, Rafael Silva fez o mesmo gesto da última quarta. Na ocasião, pelas oitavas da Copa do Brasil, ele marcou no empate por 1 a 1 entre Flamengo e Vasco, sendo fundamental no avanço dos cruz-maltinos. 

Agora pelo Figueira, Rafael lamentou a eliminação e, pela expulsão no início do confronto pela competição internacional, assumiu a culpa.

- Sou homem suficiente para assumir e tem que botar a derrota na minha conta. Extrapolei, deixei meus companheiros na mão e agora temos que correr atrás no Brasileiro. Não vejo como nada (a comemoração), é uma brincadeira que costumo fazer em todos os clubes, mas acabei extrapolando, e o árbitro achou que eu estava fazendo para a torcida. Mas, como havia falado, temos que focar no Brasileiro e tem que botar na minha conta mesmo.