Guerrero

Paolo Guerrero recebeu o apoio de torcedores peruanos na Suiça (Foto: Divulgação)

LANCE!
03/05/2018
14:19
Lausanne (SUI)

A audiência que começou a definir o futuro de Paolo Guerrero chegou ao fim na Suíça. O centroavante do Flamengo deixou a sede da Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, nesta quinta-feira, após 10h30 no local e demonstrou confiança em sua absolvição. 

- Disse tudo o que tinha para dizer. Agora me resta aguardar a decisão. Estou otimista. Agradeço a todos torcedores que estão em Lima (torcendo por mim) e àqueles que também vieram aqui - afirmou o atacante de 34 anos, que disse estar feliz e pronto para defender o Flamengo contra o Internacional, domingo.


A audiência durou mais de 10h - com pausa para almoço - e foi dividida em três apelações: a defesa de Paolo Guerrero pediu a absolvição; a Fifa pediu a manutenção da pena de seis meses - que acabou nesta quinta-feira; e a WADA propôs o aumento da suspensão para dois anos. Depois das partes apresentarem suas ideias, os advogados fizeram suas argumentações finais.

A decisão tomada pelo Tribunal Arbitral do Esporte será final. O resultado do julgamento será anunciado nos próximos dias. Como a pena de seis meses imposta pela Fifa chegou ao fim nesta quinta-feira, dia 3 de maio, Paolo Guerrero está liberado para atuar até que a decisão do TAS seja divulgado.

Guerrero foi defendido pelos advogados Bichara Neto, Pedro Fida e Juan de Dios Crespo. Durante a audiência, o próprio centroavante peruano deu seu depoimento como testemunha. Luiz Carlos Cameron, Chefe do Departamento de Genética e Biologia Molecular da UERJ, também foi levado pela defesa para testemunhar a favor do atacante.

Na frente da sede da Corte Arbitral do Esporte, cerca de 50 peruanos ficaram de plantão durante toda a audiência em apoio ao centroavante da seleção.

Caso não tenha a suspensão aumentada, Paolo Guerrero é nome certo na lista do técnico Ricardo Gareca para a Copa do Mundo da Rússia. Pelo Flamengo, o retorno do atacante aos campos pode ser no domingo, contra o internacional.

ADVOGADO EXPLICA PRAZO DA DECISÃO

O advogado Marcos Motta, um dos mais reconhecidos no âmbito esportivo e que trabalha com o Flamengo, deu mais detalhes sobre o prazo para a decisão do jugalmento de Guerrero ser anunciada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS).

De acordo com o advogado, as decisões do CAS não cumprem um padrão: "podem sair de imediato ou em até 3 meses (prorrogáveis)." A defesa do centroavante peruano pediu a divulgação imediatamente após a audiência. 

É um processo padrão dos advogados, o que não significa que será atendido pela CAS. Confira o posicionamento de Marcos Motta após a audiência.

RELEMBRE O CASO

Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping no dia 6 de outubro, em jogo das Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial da Rússia, entre Peru e Argentina. Em 3 de novembro, a Fifa o suspendeu preventivamente por 30 dias.

A substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, foi encontrada no exame antidoping de Guerrero. Esta substância não é encontrada em nenhuma medicação, somente na cocaína ou no chá de coca. A benzoilecgonina está na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada).

Em 8 de dezembro, a Fifa anunciou a suspensão do atacante por um ano e depois, em 20 de dezembro, reduziu o afastamento do atleta em seis meses, aceitando o recurso da defesa do jogador, que desde então tenta a absolvição.

No dia 20 de março, Guerrero voltou ao Ninho do Urubu e reencontrou os companheiros de Flamengo. O atacante estava impedido de utilizar as instalações do clube e vinha mantendo a forma física na Argentina.

A liberação de Guerrero ao dia a dia do Flamengo estava prevista no Código Antidopagem da Fifa, que diz que o atleta "poderá regressar ao treinamento com uma equipe ou ao uso das instalações de um clube durante o último quarto do período de suspensão imposto, se este for inferior a dois meses".