Guerrero

Guerrero aguarda decisão do CAS, mas já pode voltar a jogar pelo Flamengo (Foto: Divulgação)

Guilherme Abrahão
03/05/2018
14:44
Rio de Janeiro (RJ)

O drama de Paolo Guerrero, ainda, não chegou ao fim. Mas se depender da desenvoltura e confiança de seus advogados, o atacante estará liberado de nova suspensão e poderá jogar a Copa do Mundo com a camisa do Peru e voltar a defender o Rubro-Negro. Segundo Bichara Neto, que esteve na defesa do jogador em Lausanne, na Suíça, na Corte Arbitral do Esporte (CAS, em inglês), a tese apresentada obteve êxito.

- Foi um julgamento longo e muito cansativo, mas conseguimos colocar em pauta a tese que temos que prova a inocência do Guerrero. Estamos muito confiantes, porque a punição já foi cumprida. Acreditamos que ele estará de volta aos gramados e sem a suspensão maior pedida pela Wada (Agência Mundial Antidoping) - afirmou Bichara, que estava ao lado de Pedro Fida e de Juan de Dios Crespo Pérez, como advogados de defesa do peruano.

O resultado do julgamento final segue sem previsão para ser divulgado. De qualquer maneira, até a decisão ser confirmada. Guerrero poderá voltar a jogar normalmente, já que nesta mesma quinta-feira, chegou ao fim a primeira suspensão de seis meses imposta pela Fifa. A Wada pede mais pelo menos seis meses a dois anos, porque acha que a Entidade máxima do futebol foi benevolente com o atacante.

- Não temos um prazo definido e agora vamos aguardar a decisão do CAS. Como disse, saímos muito confiantes. O Guerrero já pode voltar a jogar normalmente pelo Flamengo, até a decisão sair. No domingo mesmo, ele já está pronto para entrar em campo - confirmou Bichara.

Guerrero ao lado de seus advogados e do bioquímico, LC Cameron, que foi testemunha de defesa, retornam ao Brasil nesta sexta-feira e chegam sábado no Rio de Janeiro. O atacante estará pronto para estrear na temporada pelo Rubro-Negro. A tendência, com o jogo acontecendo no Maracanã, diante do Internacional, é que Maurício Barbieri leve o camisa 9 como opção no banco de reservas.