Bandeira de Mello - Presidente do Flamengo

Eduardo Bandeira fala em "obrigação" em enviar protesto à CBF (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

LANCE!
15/04/2018
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Cumprindo sua obrigação, o presidente Eduardo Bandeira de Mello reclamará, junto à CBF, contra a arbitragem de Wagner Reway, juiz de Flamengo e Vitória no sábado. O mandatário fez críticas à atuação do árbitro após o empate em 2 a 2 e confirmou que enviará um ofício à entidade, mas mostrou desconfiança quanto ao resultado efetivo da protesto formal a ser feito pelo clube da Gávea.

- Pretendo (reclamar à CBF), mas eu fui várias vezes lá. Vocês têm que avaliar se adianta ou não. As imagens são claras e certamente a comissão (de arbitragem) já deve ter recebido. É minha obrigação fazer um protesto formal. Não sei se vai adiantar alguma coisa Não dá para voltar atrás e recuperar o prejuízo que tivemos hoje (sábado) - afirmou o presidente do Flamengo, ainda no Barradão.

A reclamação formal será enviada pelo Flamengo à CBF nesta segunda-feira.


A irritação do mandatário justifica-se pelos seguidos erros contra o Flamengo contestados pela diretoria. Contra o River Plate, na estreia da Libertadores, o time de Carpegiani sofreu um gol em posição de impedimento e ficou no 2 a 2.

Apesar dos erros reclamados no jogo contra o Vitória, na estreia do Brasileirão,  Bandeira de Mello afirmou que não pedirá o afastamento de Wagner Reway.

- Não vamos pedir afastamento de ninguém, não nos cabe. Mas fico feliz de ele ter reconhecido que errou. Estava de frente para o Éverton Ribeiro - finalizou.