Matheus Dantas
19/08/2017
21:12
Rio de Janeiro (RJ)

Após três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Flamengo reencontrou o caminho das vitórias ao derrotar o lanterna Atlético-GO por 2 a 0, na Ilha do Urubu. O grande destaque da partida foi o jovem Vinícius Júnior, que marcou os dois gols do Rubro-Negro. Confira as demais notas dadas pelo LANCE!

FLAMENGO

6,5
DIEGO ALVES

O adversário não criou tantas chances. Na primeira etapa, fez uma grande defesa em chute de Walter. Foi um mero espectador na etapa final.

6,5
PARÁ

Na direita, até arriscou algumas tabelinhas boas no ataque, mas não cruzou bem. Terminou improvisado na esquerda, sem comprometer.

7,0
RÉVER

Como sempre, o capitão foi muito seguro na bola aérea, impedindo Walter de fazer o pivô em lançamentos longos.

6,5
RHODOLFO

Bem na cobertura de Pará, o zagueiro foi bem na marcação. Exagerou nos chutões e, sem um centroavante na frente, facilitou o trabalho do rival.

6,0
RAFAEL VAZ

Improvisado na lateral, teve a função defensiva como prioridade - o que já esperado - e não teve problemas. De forma tímida, subiu pouco ao ataque.

6,5
MÁRCIO ARAÚJO

O estático meio-campo do Atlético-GO facilitou sua função defensiva. Desta vez, o meia chegou bem ao ataque. Quase marcou um de deu assistência.

6,0
WILLIAN ARÃO

Atuação burocrática do meio-campista. Assim como Márcio Araújo, não teve muito trabalho na marcação. Participação ofensiva muito discreta.

5,5
ÉVERTON RIBEIRO

Não fez grande partida na Ilha - muito em conta da marcação cerrada em cima dele. Só apareceu com perigo nas cobranças de falta e escanteio.

5,0
GEUVÂNIO

Destoou do resto do time. Fez um primeiro tempo fraco. No segundo, até arriscou boas arrancadas, mas foi parado por faltas. Acabou substituído.

8,5
VINICIUS JÚNIOR

Principal nome do jogo. Foram vários lances de perigo criados pelo garoto, que marcou os gols da vitória. Não deu assistências por pouco.

7,5
LUCAS PAQUETÁ

Quando o Fla tinha a bola, o garoto funcionou como o homem de referência e deu trabalho ao rival. Ainda saiu bem da área e deu ótima assistência.

6,0
RENÊ

Entrou após o intervalo e logo sofreu uma entorse no tornozelo direito. Foi substituído por Rodinei após 24 minutos em campo.

6,5
DIEGO

Entrou já no segundo tempo - e com a vitória bem encaminhada. Conseguiu acelerar o jogo e iniciou alguns bons contra-ataques.

6,0
RODINEI

Última cartada de Rueda, só entrou por conta da lesão de Renê, jogando Pará para o lado esquerdo. Não comprometeu o triunfo rubro-negro.

7,0
REINALDO RUEDA

A posse de bola do Fla foi mais objetiva, com transição rápida em direção ao gol adversário. Ainda é preciso ajustar a recomposição defensiva.


ATLÉTICO-GO

6,0
FELIPE

Evitou um placar mais elástico com boas defesas. Sem culpa nos gols.

5,0
JONATHAN

Sofreu na marcação de Vinicius Junior, que brilhou pelo seu lado.

5,0
WILLIAN ALVES

Apesar da maior estatura, foi vencido por Paquetá pelo alto.

6,0
GILVAN

Firme nas divididas, conseguiu afastar lances de perigo da área.

5,5
BRUNO PACHECO

No duelo com Pará, foi bem na defesa. Faltou apoiar.

6,5
PAULINHO

Foi quem conseguiu clarear o meio-campo em alguns lances.

6,0
IGOR

Se desdobrou para marcar os meias rubro-negros com algum sucesso.

4,5
ANDRIGO

Desperdiçou os poucos lances que teve a bola. Faltou buscar o jogo.

5,0
JORGINHO

Outro que ficou devendo no ataque, mas procurou ajudar lá atrás.

5,0
DIEGO ROSA

Não encontrou espaço e saiu do jogo sem produzir ofensivamente.

6,0
WALTER

A boa técnica não supera a o problema físico. Deu um chute perigoso.

5,5
LUIZ FERNANDO

Não foi uma opção efetiva de ataque. A bola não chegou muito.

5,5
ANDRÉ CASTRO

Entrou para ajustar a marcação pela direita. Sem suceso.


BRENO LOPES

Entrou já na parte final do jogo e não pôde apresentar muito.

5,0
JOÃO PAULO SANCHES

Time foi dominado e não mostrou poder de reação.