Montagem Eduardo Barroca + Fabio Carille + Odair Hellmann + Tiago Nunes

Técnicos da 'nova geração' e com passagens por divisões de base (Fotos: Vitor Silva/SSPress/Botafogo, Daniel Augusto Jr/Corinthians, Ricardo Duarte/Internacional e Divulgação/Athletico-PR

LANCE!
17/04/2019
14:29
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo anunciou a repatriação de Eduardo Barroca, apresentado na última terça-feira para substituir Zé Ricardo no comando técnico da equipe. O que a dupla tem em comum? Ambos passaram por marcantes experiências nas categorias de base e, recentemente, ganharam espaços em grandes clubes. 

Abaixo, o LANCE! lista dez técnicos apontados da "nova geração" que, empregados ou à espera de uma nova chance, receberam oportunidades em grandes equipes brasileiras após passarem pelas categorias de base - do mesmo clube ou não. Confira: 

EDUARDO BARROCA

Eduardo Barroca - Botafogo
Eduardo Barroca tem 36 anos (Foto: Reprodução / Twitter BFR)

Aos 36 anos, Eduardo Barroca foi contratado nesta semana para assumir o primeiro desafio como treinador profissional - estava no time sub-20 do Corinthians. Barroca, cabe destacar, foi campeão brasileiro na base do Botafogo, já foi auxiliar na Seleção Brasileira sub-20 e, pelo Bahia, como interino, tornou-se o técnico mais novo a vencer uma partida de Série A (contra o Flamengo, aos 29 anos). 

FÁBIO CARILLE 

Fábio Carille
Carille treinou a base do Grêmio Barueri (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)

Campeão brasileiro pelo Corinthians, Fábio Carille, que retornou ao clube após curta passagem pela Arábia Saudita, pavimentou a sua trajetória no futebol como técnico das categorias de base do Grêmio Barueri, onde chegou em 2007, depois de pendurar as chuteiras, e também atuou como auxiliar-técnico, antes de desembarcar no Corinthians. Como auxiliar desde 2009, só foi ganhar uma oportunidade como treinador do Timão em 2016. Hoje está com 45 anos. 

ZÉ RICARDO

Fluminense x Botafogo Zé Ricardo
Zé Ricardo está no mercado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Demitido na última semana do Botafogo, Zé Ricardo é oriundo do futebol de salão e foi levado para o Flamengo para iniciar um trabalho ainda na categoria sub-13. O treinador foi galgando com credibilidade até parar no Audax Rio neste meio tempo. Depois retornou ao time sub-15 do Rubro-Negro até ter uma oportunidade no profissional, em 2016, ano no qual foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Hoje aos 48 anos, ainda passou pelo Vasco antes da oportunidade no Glorioso. 

ANDRÉ JARDINE 

São Paulo x Talleres Jardine
Jardine teve passagem curta pelo time principal do São Paulo (Foto: Marcello Fim/Ofotografico/Lancepress!)

Novo técnico da Seleção Brasileira sub-20, André Jardine, de 39 anos, teve uma curta passagem pelo São Paulo, do fim do ano passado até o início desta temporada. Foram 15 jogos ao todo pelo time profissional do Tricolor, onde comandou as categorias de base. Também dirigiu garotos do Internacional e do Grêmio - por lá, chegou a ser interino, antes da chegada de Felipão, em 2014.

JAIR VENTURA

Jair Ventura
Jair é outro disponível no mercado (Foto: Felippe Rocha/Lancepress!)

Criado no Botafogo, Jair Ventura chegou ao clube de General Severiano em 2008, como um dos preparados físicos. Entre experiências como interino da equipe profissional e uma passagem pelo CSA, de Alagoas, Jair, hoje aos 40 anos e sem clube, treinou a equipe alvinegra sub-20 em 2012. Sua chance no time principal ocorreu em 2016. Já passou por Santos e Corinthians.

MAURÍCIO BARBIERI

Maurício Barbieri
Barbieri está atualmente no Goiás (Foto: Reprodução/TV Goiás)

Aos 37 anos, Maurício Barbieri é atual treinador do Goiás, o primeiro destino depois de deixar o Flamengo, que foi quem deu a sua primeira oportunidade como técnico de um clube grande. A sua carreira teve início em 2004, quando assumiu o time sub-20 do Audax (SP). Barbieri é formado em Educação Física na Universidade de São Paulo e chegou a fazer um estágio no Porto. 

ODAIR HELLMANN

Odair Hellmann
Odair faz bom trabalho no Inter (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Internacional)

Odair se aventurou nos gramados antes de optar pela carreira de treinador - chegou a jogar no Internacional e Fluminense. Se aposentou pouco depois de sobreviver à tragédia do acidente de ônibus no qual estava a delegação do Brasil de Pelotas, em 2009. Passou a trabalhar no Inter em seguida, como assistente no time sub-17, e foi ganhando o seu espaço (passou pelo sub-20) até ter a chance de ser o treinador principal do Colorado, em 2017. Aos 42 anos, está ainda hoje no Beira-Rio. 

ROGÉRIO MICALE 

Rogério Micale
Micale foi campeão olímpico em 2016 (Foto: Divulgação)

Rogério Micale, de 50 anos, ficou muito conhecido a nível nacional ao ser o responsável por conduzir a Seleção Brasileira ao inédito título olímpico (2016). Ex-goleiro, consolidou-se como treinador de categorias de base, passando por diversos times do país. Suas passagens mais marcantes foram pelo Figueirense (Londrina, Atlético-MG e Marcílio Dias também estão no currículo da base). Como técnico profissional, treinou o próprio Galo, o Paraná e o já citado Figueira. Atualmente, está sem clube. 

TIAGO NUNES 

Time aspirante do Atlético-PR, comandado pelo técnico Tiago Nunes, está invicto no Estadual
Tiago Nunes: trabalho positivo (Foto: Miguel Locatelli/ Site oficial)

Em alta no Athletico Paranaense, Tiago Nunes, mesmo com apenas 39 anos, é mais um que rodou diversas equipes pelo interior do Brasil (como Micale) até ter uma oportunidade em uma equipe grande no cenário nacional. Passou por Grêmio, Juventude e Ferroviário, onde comandou os respectivos times sub-20. O campeão da Sul-Americana do ano passado chegou ao Furacão em 2017.

OSMAR LOSS

Osmar Loss - Guarani
Loss já deixou o Guarani e está livre (Foto: Letícia Martins / Guarani)

Mais um integrante da nova safra de técnicos brasileiros, Osmar Loss, de 43 anos, foi muito vencedor nas categorias de base. Foi campeão brasileiro sub-20 pelo Corinthians e pelo Internacional, sendo que pelo clube paulista também levantou o caneco da Copa São Paulo de Futebol Júnior em duas oportunidades. A sua chance como treinador de um gigante profissional ocorreu em 2018. Também passou pelo Guarani, neste ano.