Paolo Guerrero

Guerrero defenderá o Internacional em 2019. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

LANCE!
30/01/2019
15:28
Rio de Janeiro (RJ)

Paolo Guerrero foi para a Europa muito novo, após despontar nas categorias de base do Allianza Lima, do Peru. Promessa do Bayern de Munique, o atacante alcançou o auge da carreira no Brasil após marcar o gol do título mundial do Corinthians, em 2012. Mas nem só de alegrias viveu o astro em sua carreira.

Flamengo, doping, Copa do Mundo, Internacional... o LANCE! separou 10 momentos da carreira do astro peruano. Confira

BASE NO ALLIANZA LIMA, DO PERU

Paulo Guerrero Allianza Lima
Guerrero com a camisa do Allianza Lima, do Peru  (Foto: Divulgação)

Guerrero começou no futebol nas categorias de base do Allianza Lima, chegando a marcar mais de 200 gols pela equipe infanto-juvenil. A permanência da joia do futebol peruano não permaneceria no país por muito tempo. O jogador deixou o clube em 2002 rumo ao Bayern de Munique.

JUVENTUDE NO BAYERN DE MUNIQUE

Paolo Guerrero no Bayer de Munique
Guerrero chegou a jogar no time B do Bayern. (Foto: Divulgação)

No time B do Bayern de Munique, Guerrero marcou 49 gols em 68 jogos e foi promovido para a equipe principal na temporada 2004-05. Mesmo sem o mesmo sucesso no time de cima, Guerrero marcou 13 gols em 44 jogos e participou da conquista de dois Alemães, uma Taça da Liga Alemã e uma Copa da Alemanha. O peruano se transferiu para o Hamburgo na temporada 2006-07.

CINCO TEMPORADAS NO HAMBURGO

Paolo Guerrero no Hamburgo
Guerrero, em atuação pelo Hamburgo (Foto: Divulgação)

O jogador defendeu o Hamburgo de 2006 a 2011 e marcou 52 gols em 183 jogos. Seu primeiro ano no clube alemão foi marcado por uma grave lesão, que o tirou de metade da temporada. Após se recuperar, ficou na reserva e só conseguiu se consolidar como titular em 2008.

NO LUGAR CERTO, NA HORA CERTA

Paolo Guerrero Chegada ao Corinthians
Guerrero, em apresentação no Corinthians (Foto: Divulgação)

Em 2012, Guerrero chegou ao Corinthians por R$ 7,5 milhões, para atuar por três temporadas. No clube paulista, o peruano viveu o momento mais glorioso de sua carreira ao marcar o gol do título Mundial do Timão.

DE CABEÇA, GUERRERO FAZ HISTÓRIA NO TIMÃO

Paolo Guerrero Gol do titulo mundial
Gol contra o Chelsea, na final do Mundial. (Foto: Divulgação)

No Mundial Interclubes de 2012, Guerreiro marcou os únicos gols da equipe durante o torneio. Os dois de cabeça. Em 12 de dezembro, na semifinal contra o Al-Ahly do Egito e no dia 16 de dezembro, contra o Chelsea. Com o feito, o jogador marcou de vez seu nome na história do Timão.

CRAQUE DO BRASILEIRÃO

Paolo Guerrero Craque do brasileirão 2014
Jogador recebe a premiação de seleção do campeonato. (Foto: Divulgação/CBF)

Paolo Guerrero foi eleito para a seleção do Campeonato Brasileirão de 2014, ao lado de Diego Tardelli. Durante aquele ano, o peruano marcou 16 gols em 45 jogos com a camisa do Corinthians. 

CHEGADA AO FLAMENGO

Paolo Guerrero Chegada no Flamengo em 2015
Apresentação no Flamengo, em 2015. (Foto: Divulgação)

Guerrero assinou com o Flamengo por três anos em 2015. O peruano viveu altos e baixos pelo Rubro-Negro e conquistou o Campeonato Carioca de 2017. O jogador vestiu a camisa do Flamengo em 112 ocasiões, marcando 43 gols. No fim de 2018, deixou a equipe carioca.

PROBLEMAS COM DOPING

Paolo Guerrero Nos tribunais, pelo caso de doping
Caso de doping corre desde 2017. (Foto: Divulgação)

No início de novembro de 2017, a Federação Peruana informou que a Fifa tinha enviado comunicado suspendendo o atacante por 30 dias, referente a um "resultado analítico adverso" no exame antidoping realizado após partida entre Peru e Argentina nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

No dia 8 de novembro de 2017, foi anunciado que Guerrero estava suspenso do futebol pelo período de um ano. Após recurso de seus advogados, a pena do jogador foi diminuída para seis meses. A Agência Mundial Antidopagem (WADA) mostrou não concordar com a punição original de um ano (reduzida para seis meses) e pediu para que a pena fosse estendida por dois anos.

O Tribunal Arbitral Superior (TAS) acatou parcialmente o pedido e aumentou a pena para 14 meses, o que impediria Guerrero de defender a seleção do Peru na Copa do Mundo da FIFA de 2018, na Rússia.

EFEITO SUSPENSIVO

Paolo Guerrero Copa de 2018 com a seleção do Peru
Guerrero marcou um gol na Copa da Rússia. (Foto: Divulgação)

A nova pena que impediria a participação de Guerrero na Copa mexeu com o mundo do futebol e fez  com que um grupo de jogadores se mobilizasse pedindo a liberação do jogador para atuar no torneio. Guerrero encaminhou seu caso à Justiça Comum da Suíça, que lhe concedeu um efeito suspensivo.

A medida foi apenas provisória, mas liberou o atacante para disputar a Copa do Mundo da Rússia com a seleção do Peru; o TAS não se opôs ao recurso do peruano. Ainda restavam oito meses para o fim da pena.

Guerrero participou da campanha peruana na Copa e marcou seu primeiro gol, contra a Austrália,no último jogo da equipe na competição. O Peru foi eliminado na primeira fase.

APRESENTAÇÃO NO INTER

Paolo Guerrero Apresentação no Internacional
Peruano já tem data pra voltar a atuar. (Foto: Divulgação)

Em meio ao efeito suspensivo de sua pena, Guerrero deixou o Flamengo e foi transferido ao Internacional, com contrato que garantia a suspensão do vínculo caso o jogador não pudesse atuar. E foi o que aconteceu. A Justiça da Suíça revogou o efeito suspensivo da pena de Guerrero e o atleta foi obrigado a cumprir os oito meses restantes de sua suspensão. 

Através do site oficial, o Internacional comunicou, na última terça-feira, que, após consulta à Wada e Fifa, o atacante estava liberado para voltar aos gramados no dia 5 de abril. Porém, antes disso, o peruano começa a trabalhar com o elenco no CT Parque Gigante a partir da próxima terça-feira.