Hernanes - São Paulo

Hernanes foi anunciado pelo São Paulo (Foto: Divulgação/São Paulo FC)

LANCE!
31/12/2018
16:40
Rio de Janeiro (RJ)

No último sábado, O São Paulo acertou os últimos detalhes do retorno de Hernanes. O meio-campista chega ao clube paulista para sua terceira passagem. Formado no São Paulo, o jogador fez parte do elenco que conquistou o Brasileirão de 2007 e 2008. Na temporada de 2017, Hernanes foi emprestado ao Tricolor e foi o principal responsável por livrar o time da zona de rebaixamento naquela temporada. 

LANCE! relembra os retornos de grandes ídolos que voltaram a atuar no cenário nacional após passagens com destaque pelo exterior. Confira a lista

Adriano - Flamengo

Adriano - Flamengo
Adriano foi fundamental no título BR-09 Julio C. Guimaraes/L!press

Em abril de 2009, Adriano abandonou os treinamentos da Inter de Milão e retornou sem autorização para o Brasil. O atacante, junto ao empresário, convocou uma coletiva para avisar que estava dando um tempo no futebol. O motivo, à época, era a perda da alegria em jogar.

Entretanto, a decisão de parar não foi à frente e, em 6 de maio de 2009, o Imperador retornava ao Fla, clube que o revelou para o mundo. Adriano fez sua reestreia contra o Athletico, em 31 de maio, marcando um gol de cabeça na vitória por 2 a 1. O atacante foi um dos destaques do Rubro-Negro na conquista do Campeonato Brasileiro 2009. O Imperador foi o artilheiro do Brasileirão junto com Diego Tardelli, ambos com dezenove gols.

Anteriormente, em 2008, Adriano atuou pelo São Paulo durante 6 meses, com um boa participação na Libertadores da América.

Ronaldo Fenômeno - Corinthians

Ronaldo Corinthians
Ronaldo foi meuito bem na 1ª temporada Eduardo Viana/Lancepress!

Após 14 anos jogando na Europa, Ronaldo acertou a sua volta ao país em dezembro de 2008, quando foi anunciado pelo Corinthians. O Fenômeno assinou oficialmente o contrato no dia 17 de dezembro. O Timão organizou uma grande festa para receber um dos maiores atacantes de todos os tempos. Ronaldo ficou durante dois meses só fazendo trabalhos físicos para adquirir condições de retornar aos gramados. A reestreia aconteceu no dia 4 de março de 2008, em partida válida pela Copa do Brasil. O adversário era o Itumbiara.

E o primeiro ano defendendo a camisa do Corinthians foi positivo para o Fenômeno. Campeão nos dois primeiros torneios que disputou - Campeonato Paulista 2009 e Copa do Brasil 2009 - Ronaldo finalizou a primeira temporada no Timão com um total de 23 gols, sendo 12 pelo Campeonato Brasileiro.

Após a desclassificação precoce na Copa Libertadores da América de 2011, devido a problemas físicos, Ronaldo decidiu encerrar a carreira de jogador de futebol. Hoje, o fenômeno atua como empresário e, inclusive, é dono do Valladolid, clube da primeira divisão da Espanha.

Ronaldinho Gaúcho - Flamengo

Ronaldinho Flamengo
R10 era cobiçado por grandes clubes Miguel Schincariol/Lancepress!

Insatisfeito no Milan, Ronaldinho manifestou o desejo de voltar a atuar no Brasil em 2011. O objetivo era se aproximar de uma possível convocação para a Copa de 2014. R10 foi especulado em vários clubes, inclusive no Grêmio, clube que o revelou, e que até uma festa de apresentação já tinha organizado. Contudo, o craque optou por jogar pelo Flamengo. A apresentação de Ronaldinho foi realizada no dia 12 de janeiro de 2011 no Estádio da Gávea, onde o jogador foi recebido por mais de 20 mil torcedores.

R10 fez belas exibições com a camisa rubro-negra, entre elas, a histórica vitória, de virada, por 5 a 4 diante do Santos, na Vila Belmiro. Ronaldinho marcou 28 gols em 74 jogos pelo Flamengo. Conquistou um título carioca e ajudou a equipe da Gávea a alcançar uma vaga na Libertadores de 2012.

Entretanto, foi no Atlético Mineiro que o Gauchinho viveu o seu ápice na volta ao Brasil. Ronaldinho foi anunciado pelo clube no dia 4 de junho de 2012. A estreia aconteceu no dia 10 de junho diante do Palmeiras. Contudo os títulos só vieram em 2013. Pelo Galo, como protagonista, o meia conquistou um Campeonato Mineiro e a Libertadores da América de 2013.

Robinho - Santos

Robinho - Santos
Importante no título da Copa do Brasil (Foto: Ivan Storti/Lancepress!)

Insatisfeito no Manchester City, clube da primeira divisão do Campeonato Inglês, Robinho acertou o retorno ao Brasil no dia 28 de janeiro de 2010, quando foi emprestado ao Santos. À época, o atacante teve propostas do São Paulo e do Benfica, mas preferiu retornar ao Peixe, visando a Seleção Brasileira e a disputa da Copa do Mundo de 2010. Robinho reestreou contra o São Paulo, em partida válida pelo Campeonato Paulista de 2010.

A segunda passagem do atacante pela Vila Belmiro foi vitoriosa com o saldo de dois títulos: Campeonato Paulista e Copa do Brasil. Posteriormente, o atacante retornou para Europa, onde jogou no Milan. Quatro anos depois, em 2014, Robinho retornou ao Brasil para, novamente, jogar no Santos.

Romário - Flamengo

Romario - Flamengo
Romário retornou como melhor do mundo Foto: Arquivo LANCE!

Destaque do Barcelona, Tetra com a Seleção Brasileira, melhor jogador do mundo: com esses atributos, Romário retornava ao Brasil para jogar no Flamengo. Situação impensável nos dias de hoje. O atacante começou bem com a camisa rubro-negra, conseguindo o título da Taça Guanabara de 1995. O Baixinho marcou três vezes na final contra o Botafogo. Entretanto, em 1995, o artilheiro dos mil gols não conseguiu levar o Fla à novas glórias. Amargou dois vices diante do Fluminense e do Independiente da Argentina no Carioca e Supercopa Libertadores respectivamente.

Em 1996, Flamengo, sob o comando de Romário, foi campeão do estadual de forma invicta, e o Baixinho, mais uma vez, foi o artilheiro do campeonato. No mesmo ano, o atacante também conquistou a Copa Ouro Sul-Americana pelo Rubro-Negro. O Baixinho fez grandes exibições com a camisa do Fla, conseguiu artilharias de campeonatos, entretanto o desempenho em campo não era convertido em títulos expressivos. Romário deixou o Flamengo como o quarto maior artilheiro do clube ao lado de Pirillo, com 204 gols em 240 jogos. 

Kaká - São Paulo

Kaká - São Paulo
Um rápido retorno (Foto: Foto: Rubens Chiri/São Paulo)

Já como jogador do Orlando CIty, clube da MLS, Kaká foi emprestado ao São Paulo, clube que o revelou, em 2014. O meia foi apresentado no dia 6 de julho, no estádio Morumbi, sendo recepcionado por 25 mil torcedores. No retorno ao tricolor paulista, Kaká utilizou o mesmo número de sua passagem anterior pelo time: a camisa 8.

Na reestreia pelo clube, Kaká marcou o único gol da derrota do São Paulo diante do Goiás por 2 a 1 no estádio Serra Dourada, pela 12° rodada do Campeonato Brasileiro. Na segunda e curta passagem pelo Morumbi, Kaká fez 19 jogos, marcou dois gol e não conquistou nenhum título. O último jogo com a camisa do Tricolor aconteceu no dia 30 de novembro, em uma partida contra o Figueirense.

Edmundo - Vasco

Edmundo - Vasco
Grande ídolo da torcida cruz-maltina Foto: Arquivo Lance!

Após uma temporada no futebol Italiano, jogando pela Fiorentina, Edmundo retornou ao Vasco em 99 pela quantia de US$ 15 milhões (R$ 29,4 milhões na cotação do ano de 1999), à época, a maior transferência já paga por um clube brasileiro.

Edmundo voltou para disputar o segundo turno do Estadual de 1999. O Animal, inclusive, ajudou o Vasco a vencer o Flamengo com 2 gols na final da Taça Rio. No Brasileirão, fez boa campanha com o clube cruz-maltino na primeira fase, em que a equipe terminou na terceira colocação. Porém, no primeiro jogo do mata-mata, foi eliminado pela equipe do Vitória.  Edmundo também ajudou o Vasco a chegar à final do Mundial de Clubes da FIFA após eliminar o Manchester United, mas acabou ficando com o vice após ser derrotado pelo Corinthians.

Rivaldo - Cruzeiro

Rivaldo - Cruzeiro
Rápida passagem do Rivaldo pela Raposa (Foto: Divulgação)

Insatisfeito com a reserva no Milan, principalmente, após a chegada de Kaká e com o técnico Carlo Ancelotti, Rivaldo decidiu retornar ao Brasil, no início de 2004, por indicação do técnico Vanderlei Luxemburgo. O treinador conseguiu convencer o meia a descartar propostas europeias para jogar no Cruzeiro. Rivaldo era a grande contratação do clube mineiro para Libertadores.

Contudo, a passagem pela Raposa passou longe do esperado. O meia jogou somente onze jogos e fez apenas dois gols. Após pouco tempo, Rivaldo decidiu deixar o Cruzeiro por fidelidade a fidelidade a Vanderlei Luxemburgo, que foi demitido um dia antes do clássico contra o rival Atlético Mineiro, após desentendimento com a diretoria do clube mineiro.

Roberto Carlos - Corinthians

Roberto Carlos - Corinthians
Lateral teve um bom início no Timão Foto: Arquivo Lance!

Ídolo do Real Madrid, Roberto Carlos retornou ao Brasil em 2009 após passagem pelo Fenerbahçe, da Turquia. Após especulações, no dia 18 de novembro, o lateral do Penta foi anunciado como o primeiro grande reforço do Corinthians para Libertadores da América de 2010.

Roberto Carlos estreou com a camisa do Timão no dia 20 de janeiro de 2010, na vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino, em partida válida pelo Campeonato Paulista. O lateral mostrou um excelente preparo físico e fez ótimas exibições pelo clube paulista. Inclusive, o jogador chegou a ser cotado na Seleção Brasileira, mas não foi convocado. Depois caiu muito de rendimento e chegou a ter problemas com torcedores do clube. Com a camisa do Timão fez 61 jogos, marcou 5 gols e não conquistou nenhum título.

Alex - Coritiba

Alex - Coritiba
Alex encerrou a correira no Coxa (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press

Após 8 anos atuado no Fenerbahçe e ídolo do clube, Alex deixou a Turquia e retornou ao clube que o revelou para o Futebol. No dia 17 de outubro de 2012, acertou por dois anos com o Coritiba. O meia foi apresentado à torcida, oficialmente, no dia 18 de outubro no Estádio Couto Pereira. Mais de 10 mil torcedores do Coxa foram prestigiar a apresentação do ídolo.

Na volta ao Coxa, Alex ainda conquistou o Campeonato Paranaense, marcando dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o rival Athletico. Em sua segunda passagem, o meia fez 78 jogos e anotou 36 tentos com a camisa do Coritiba