Gum x João Pedro

No duelo da experiência de Gum, contra a juventude de João Pedro, deu empate (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Joel Silva
13/06/2019
23:21
Rio de Janeiro (RJ)

Na Arena Condá, Chapecoense e Fluminense entraram em campo buscando fugir da zona de rebaixamento. O empate em 1 a 1 foi melhor para o Tricolor, que vai para a pausa da Copa América com mais tranquilidade, por estar fora do Z4. No entanto, não há tantos motivos para comemorar. Em 27 pontos disputados, o time conquistou apenas oito, aproveitamento de 29,6%. A partida desta quinta-feira evidenciou alguns problemas que precisam ser corrigidos, caso contrário, o Fluminense vai ter mais um ano complicado no Campeonato Brasileiro.

Triste rotina

Chapecoense x Fluminense
Cruzamentos foram a grande arma da Chapecoense
(Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Apesar de ser bem treinada, a equipe do Fluminense peca bastante quando o assunto é concentração. O time costuma entrar desligado nas partidas e contra a Chapecoense, isso não foi diferente. Os donos da casa abriram o placar antes dos cinco minutos de jogo. Levar gol no início é bem corriqueiro quando o Tricolor atua como visitante, acontecendo também contra o Grêmio e Atlético Nacional (COL).

Ponto fraco

Bahia x Fluminense - Agenor
Agenor falhou no gol da Chapecoense (Foto: MAURICIA DA MATTA)

Um grande time começa por um grande goleiro e infelizmente o Fluminense vem sofrendo com jogadores dessa posição. Rodolfo perdeu a vaga por falhas e a entrada de Agenor não cessou esses problemas. O gol da Chapecoense era defensável. A bola foi cabeceada no canto, porém não tão forte, dando tempo para Agenor se antecipar e conseguir a defesa. O goleiro foi lento no lance e acabou pulando atrasado. Durante a partida se manteve seguro, mas o erro fez o time conquistar apenas um ponto.

Meio-campo inconstante

Chapecoense x Fluminense
Ganso, de pênalti fez o gol do Flu (Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE)

Ponto forte do time, o meio-campo do Fluminense foi mal na partida desta quinta-feira. O maestro da equipe, o volante Allan, fez a sua pior partida com a camisa tricolor, errando muitos passes e prejudicando a saída de bola. A atuação negativa acabou com a expulsão do jogador. Daniel, o motor do time, também não foi bem, sofrendo bastante com a forte marcação do adversário. Ganso, autor do gol tricolor, fez um bom jogo, porém não o suficiente para dar a vitória ao Fluminense

Desfalques e desgaste

Chapecoense x Fluminense
Caio Henrique fez o seu 35º jogo em 2019
(Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE)

A pausa para a Copa América veio em ótima hora para o Fluminense. Além de perder jogadores por lesões, a equipe se mostrou um pouco travada, faltando, em diversos momentos, a intensidade vista em muitos jogos. Além do cansaço, a partida evidenciou o limite do elenco, que não conseguiu substituir à altura, os desfalques. Yuri, por exemplo, volante de origem, foi escalado como zagueiro. Igor Julião não agradou e acabou sendo substituído por Mascarenhas, que é lateral-esquerdo, mas jogou no lado direito.

Titularidade tímida

Marcos Paulo - Fluminense
Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Contra a Chapecoense, Marcos Paulo foi titular pela primeira vez. No entanto, apesar do entrosamento com João Pedro, o atacante não foi bem na partida. Brenner, o outro jogador do setor, também teve uma atuação oscilante. Já a joia de 17 anos, chegou a guardar o dele, porém o gol foi anulado, pelo fato do jogador estar em posição de impedimento.