LANCE!
19/10/2018
12:17
São Paulo (SP)

Logo após o anúncio do fim do namoro entre Bruna Marquezine e Neymar, confirmado pela atriz global durante um desfile da grife Le Lis Blanc, em São Paulo, começaram a pipocar especulações sobre o que poderia ter causado o rompimento do casal mais famoso do Brasil.

Apesar da atriz garantir que a diferença política não causou o fim do relacionamento, curtidas em postagens recentes nas redes sociais deixam claro um posicionamento antagônico da dupla nesse assunto.

Semanas atrás, Neymar evidenciou sua preferência na eleição presidencial ao curtir uma foto da camisa da Seleção Brasileira com o número 17 às costas, numa alusão ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), que lidera com folga as pesquisas de intenção de voto sobre Fernando Haddad (PT).

Brumar
Neymar curtiu foto em apoio a Bolsonaro (Reprodução / Instagram)


A "resposta" de Marquezine veio logo em seguida. A atriz, que aderiu ao movimento do #EleNão contra Bolsonaro, curtiu um post que trazia o seguinte texto. "Se seu namorado/marido vota em candidato machista, ele te vê como inferior, sim".

Brumar
Bruna curtiu uma publicação contra o candidato (Foto: Instagram)

Ao confirmar que os dois não estão mais juntos, Marquezine afirmou que a iniciativa do rompimento partiu do jogador do Paris Saint-Germain.

- Sim, nós terminamos, foi uma decisão que partiu dele. Vou pedir que não se prolongue esse assunto, porque normalmente não falo da minha vida pessoal. Existe muito respeito e carinho por ele e por tudo o que a gente viveu. Só queria esclarecer que esse término não foi por desentendimento político. Estamos vivendo um momento muito crítico e perigoso, de muito ódio, e, não, o término não teve nada a ver com isso.