icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
29/08/2015
19:33

A organização do US Open já tem muito o que comemorar. A edição de 2015 já começou com recorde de público e feito histórico antes do inicio da disputa das chaves principais da competição.

De acordo com números divulgados pela Federação norte-americana de tênis, a USTA, 46.894 pessoas passaram pelo complexo Billie Jean King, onde é realizado o US Open, para acompanhar as disputas do torneio qualificatório, tanto na chave feminina, quanto na masculina, que envolveu 256 atletas nas duas chaves, disputando 32 vagas no quadro principal, sendo 16 para o masculino e outras 16 no feminino.

O qualificatório teve gratas surpresas, como a classificação do local Tommy Paul, que venceu Roland Garros no juvenil, e ganhou um convite para disputar o quali do Slam nova-iorquino. Paul foi o sexto tenista da história a receber o convite e furar o quali do US Open.

O quali classificou jovens em ascensão como o alemão Alexander Zverev e o sueco Elias Ymer, que se classificou para o quarto slam da temporada. Além dos adolescentes, o US Open também viu veteranos ex-tops 10 como a ucraniana Kateryna Bondarenko e o francês Paul-Henri Mathieu se garantindo na chave principal.

A organização do US Open já tem muito o que comemorar. A edição de 2015 já começou com recorde de público e feito histórico antes do inicio da disputa das chaves principais da competição.

De acordo com números divulgados pela Federação norte-americana de tênis, a USTA, 46.894 pessoas passaram pelo complexo Billie Jean King, onde é realizado o US Open, para acompanhar as disputas do torneio qualificatório, tanto na chave feminina, quanto na masculina, que envolveu 256 atletas nas duas chaves, disputando 32 vagas no quadro principal, sendo 16 para o masculino e outras 16 no feminino.

O qualificatório teve gratas surpresas, como a classificação do local Tommy Paul, que venceu Roland Garros no juvenil, e ganhou um convite para disputar o quali do Slam nova-iorquino. Paul foi o sexto tenista da história a receber o convite e furar o quali do US Open.

O quali classificou jovens em ascensão como o alemão Alexander Zverev e o sueco Elias Ymer, que se classificou para o quarto slam da temporada. Além dos adolescentes, o US Open também viu veteranos ex-tops 10 como a ucraniana Kateryna Bondarenko e o francês Paul-Henri Mathieu se garantindo na chave principal.