TÊNIS NEWS
24/04/2016
17:28
TURIM (ITA)

O português Gastão Elias, de 25 anos, conquistou, neste domingo, o Challenger de Turim, na Itália, jogado sobre o saibro, ao derrotar, por 3/6, 6/4 e 6/4, em 2h16. Este é o quinto título do lusitano na categoria de torneios.

Com a conquista, ele entra pela primeira vez no grupo dos 100 melhores tenistas do Mundo. Sua melhor posição, anteriormente, era o 103º posto, alcançado em 2013.

JAIME ONCINS
Gastão Elias é treinado, há seis anos, pelo brasileiro Jaime Oncins, um dos grandes tenistas produzidos pelo Brasil na história. ‘Jaiminho’, como é chamado, chegou ao 34º posto de simples na carreira, em 1993. No ano anterior, alcançou seus resultados mais expressivos: oitavas de final em Roland Garros, batendo o lendário multicampeão de Grand Slams Ivan Lendl, da República Tcheca, na segunda rodada, sendo derrotado somente pelo também tcheco Petr Korda, campeão do Australian Open em 1998, na quarta rodada.

Ainda em 92, chegou às quartas de final da Olimpíada de Barcelona, batendo o americano Michael Chang, campeão de Roland Garros em 1989, chegando bem perto de conseguir uma medalha – na época, não havia disputar de terceiro lugar no tênis. Assim, os dois derrotados na semifinal já garantiam o bronze. Ele foi derrotado, em duríssimo jogo de cinco sets, pelo russo Andrei Cherkasov, que representava a CEI – Comunidade dos Estados Independentes, criada de forma paliativa para representar doze de quinze Repúblicas que pertenciam à União Soviética, dissolvida menos de um ano antes.

Ele venceu dois títulos equivalentes aos atuais ATPs 250: Bolonha, na Itália, e Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, ambos em 1992. Em outras três finais – uma em Búzios e duas em São Paulo -, ficou com o vice campeonato.

Oncins também se destacou bastante nas duplas. Depois de algum tempo, começou a dedicar-se exclusivamente à modalidade, alcançando, inclusive, um melhor ranking – o 22º posto, em 2000, mesmo ano em que disputadou as Olimpíadas, em parceria com o então número 1 de simples da ATP, Gustavo Kuerten, o Guga. Eles foram derrotados na 1ª rodada, pelos cabeças de chave número 4, os canadenses Daniel Nestor e Sébastien Lareau.

Na categoria, foi ainda mais longe, levantando cinco canecos, incluindo o importante torneio da antiga série ‘Gold’, equivalente aos atuais ATPs 500, em Stuttgart, Alemanha, ao lado do argentino Daniel Orsanic.

Em 2001, atuando junto à argentina Paola Suárez, ele ficou com o vice campeonato de Roland Garros nas duplas mistas. Na ocasião, os grandes vencedores foram os espanhóis Tomás Carbonell e Virginia Ruano Pascual.

MUDANÇA PARA OS EUA
No final de 2014, alegando desmotivação com a falta de valorização do tênis no Brasil, ele aceitou convite para ser o Diretor Técnico da Montverde Academy, escola de primeiro e segundo grau da cidade de Montverde, próxima à Orlando, na Flórida. No local, ele ajuda crianças e adolescentes não só a melhor seu nível de tênis, mas também a ingressar nas concorridas universidades americanas através do esporte, um dos maiores objetivos de Oncins ao aceitar o desafio.

Mesmo com a nova localidade e função, ele e Gastão, que trabalhavam juntos em sua antiga academia, em São Paulo, continuam a parceria, tendo o paulista apenas diminuído ligeiramente sua frequência na ida a torneios com o português.