Final de duplas masculinas do Aberto  de Tênis da Austrália

Bruno Suares e Jamie Murray comemoram conquista na Austrália (Foto: AFP)

TÊNIS NEWS
30/01/2016
12:13
Melbourne (Austrália)

O mineiro Bruno Soares, número 22 do ranking, consagrou-se neste sábado ao conquistar, ao lado do britânico Jamie Murray, o título do Australian Open. É o primeiro primeiro troféu de Grand Slam da dupla masculina em sua carreira.

O brasileiro e o irmão de Andy Murray, segundo melhor do mundo em simples, superaram na final os experientes Daniel Nestor, do Canadá, dono de oito Majors, e o tcheco Radek Stepanek, com duas conquistas, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 2/6 6/4 6/4 após 2h18min de disputa.

Bruno vence seu terceiro Major somando as duas conquistas do US Open de dupla mista em 2012 e 2014 e ao lado de Marcelo Melo (campeão ano passado de Roland Garros) torna-se o segundo brasileiro com título dos maiores torneios do mundo na dupla masculina.


O mineiro é também o primeiro brasileiro campeão do Australian Open em 56 anos, desde o troféu nas duplas de Maria Esther Bueno em 1960. Um brasileiro não alcançava a final desde 1965 quando a mesma Maria Esther foi vice de simples.

Murray também fatura seu primeiro Slam na carreira após dois vice-campeonatos em Wimbledon e US Open ano passado com o australiano John Peers.

Ele e Bruno largam o ano com tudo. Além desta conquista faturaram o ATP 250 de Sydney, na Austrália, e foram semifinalistas de Doha, no Qatar. Pelo troféu eles somam 2000 pontos e com 2340 vão liderar isoladamente o ranking da temporada.


O jogo

Na primeira etapa, Bruno entrou mal no serviço, cometendo duplas faltas e levando bombas na devolução. Nervosa, a dupla foi quebrada duas vezes e sucumbiu por 6/2.

Na segunda etapa, mais calmos, eles foram devolvendo melhor e entrando mais no jogo. A quebra veio no quinto game após inúmeras chances desperdiçadas e com erro de Stepanek. A vantagem foi mantida já com Soares mais confiante no serviço para fechar por 6/4.

O bom nível foi mantido na terceira parcial e a quebra também veio no quinto game com bate-pronto fora do tcheco e vantagem de 4/2. Eles sacaram pro jogo em 5/4, mas Jamie cometeu dupla-falta, erro no fundo, salvaram um 15/40, tiveram match-point salvo com bela devolução de Daniel e acabaram quebrados. Bruno tomou conta do fim de jogo, aplicou belas devoluções, quebrou e com bons saques e voleios fecharam após devolução na rede de Radek por 6/4.