Russel Dias
25/07/2016
20:33
Santos (SP)

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, confirmou nesta segunda-feira que aceitou a proposta de de 20 milhões de euros (R$ 72 milhões) da Juventus pelo atacante Gabigol. Segundo ele, cabe aos representantes do jogador decidirem se vão continuar a negociação ou recusar a oferta.

- Mandamos ofício para o Wagner Ribeiro (empresário), Valdemir e Lindalva (pais de Gabriel) com os termos. O Santos aguarda a posição deles. Se eles acharem que interessa, aí damos os próximos passos, inclusive consultar o Barcelona - disse Modesto, referindo-se à preferência que o time da Espanha tem para adquirir o camisa 10, conforme cláusula no contrato da venda de Neymar, em 2013.

Quando comprou Neymar, o Barcelona adquiriu a preferência por Giva e Victor Andrade, que já deixaram o Santos, além de Gabigol.

Caso o Barça queira o atacante, basta igualar a proposta da Juventus.

Caso haja acordo, o Alvinegro ficaria com 18 milhões de euros (R$ 64,8 milhões), e Gabriel, com 2 milhões de euros (R$ 7,2 milhões). Em litígio com o fundo de investimentos Doyen Sports, o Santos teria que depositar em juízo R$ 12,96 milhões dos R$ 64,8.

A negociação só aconteceria desta maneira porque uma cláusula no contrato de Gabriel obriga o Peixe a liberar o atleta por 18 milhões de euros. Agora, resta sua família decidir se a quantia de R$ 7,2 milhões é o suficiente para abrir mão de lucrar com os 40% que detém dos próprios direitos econômicos. O Santos tem outros 40%, enquanto Doyen Sports tem 20%.

PROPOSTA TEM VALIDADE

Embora a janela de transferências para a Europa feche no dia 31 de agosto, Gabigol deve responder até o dia 1º de agosto, conforme prazo estipulado pela Juventus.