Fellipe Lucena
06/03/2016
17:52
São Paulo (SP)

O Palmeiras pode até não encantar, mas aos poucos vai entrando nos trilhos. E com um toque bem argentino. Allione e Cristaldo, autores dos gols da vitória sobre o Rosario Central (ARG), na quinta-feira, voltaram a marcar neste domingo e se destacaram na goleada por 4 a 1 sobre o Capivariano, no Allianz Parque, pelo Paulistão. O zagueiro Thiago Martins e o atacante Alecsandro, este já no fim, também anotaram.

Foi a primeira vez que o Verdão engatou duas vitórias consecutivas na temporada. De volta à liderança do Grupo B do Estadual, agora com 12 pontos, o time chega embalado para dois compromissos importantes: contra o Nacional (URU), quarta, em casa, pela Libertadores, e contra o São Paulo, domingo, no Pacaembu, pelo Paulista. O Capivariano, com quatro pontos, segue com a pior campanha do torneio.

O início de jogo do Palmeiras, como já virou costume, foi animador. O time de Marcelo Oliveira pulou à frente logo aos sete minutos, com gol de Allione aproveitando o pivô de Cristaldo, e passou a primeira meia hora de jogo sem permitir que o adversário sequer entrasse na área de Fernando Prass.

O Capivariano empatou justamente na primeira vez em que se aproximou do goleiro palmeirense. Egídio até percebeu Rodolfo invadindo a área para receber o cruzamento da esquerda e estufar as redes com um belo chute de primeira, mas preferiu torcer pelo erro do atacante - que havia substituído o volante Wigor havia poucos minutos. Não deu certo.

O Palmeiras controlava o jogo com facilidade até aquele momento. Talvez por isso, não tenha apertado tanto o adversário em busca do segundo gol, que poderia ter saído no cabeceio que Thiago Santos mandou no travessão ou no chute rasteiro de Dudu que fez o goleiro Pedro Henrique trabalhar. O empate do Capivariano causou uma instabilidade momentânea, mas fez o time aumentar a intensidade das investidas ofensivas.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, quando a bola cruzada por Egídio em cobrança de falta bateu em Thiago Martins e entrou, o domínio da partida voltou às mãos do Palmeiras. Prova disso é que a etapa final nem bem havia começado e Cristaldo já estava cobrando o pênalti que Maguinho cometeu ao cortar um cruzamento de Dudu com a mão para fazer 3 a 1.

Com o Verdão mais leve e chegando fácil à área de um adversário que não conseguia passar da intermediária - ainda mais depois que o zagueiro Bonfim levou o segundo amarelo e foi expulso, aos 23 do segundo tempo -, a expectativa da torcida passou a ser pela entrada do volante Gabriel, relacionado pela primeira vez após sete meses fora. Mas Marcelo Oliveira preferiu colocar Arouca, Erik e Alecsandro nos lugares de Lucas, Rafael Marques e Cristaldo. Jean virou lateral-direito.

O último gol veio aos 41 minutos, em mais uma participação de Allione: ele recebeu de Dudu, bateu cruzado e parou no goleiro, mas Alecsandro conferiu no rebote e igualou-se a Gabriel Jesus, com quatro gols, na artilharia do elenco no ano.

PALMEIRAS 4X1 CAPIVARIANO

Data: 6/3/16 - 16h
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Público/renda: 21.499 / R$ 915.440,54
Cartões amarelos: Lucas (PAL); Bonfim, Maguinho (CAP)
Cartão vermelho: Bonfim (CAP)
Gols: Allione, aos 7'/1ºT (1-0); Rodolfo, aos 29'/1ºT (1-1); Thiago Martins, aos 40'/1ºT (2-1); Cristaldo, aos 3'/2ºT (3-1); Alecsandro, aos 41'/2ºT (4-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Lucas (Lucas, aos 17'/2ºT), Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Jean, Dudu, Allione e Rafael Marques (Erik, aos 27'/2ºT); Cristaldo (Alecsandro, aos 30'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

CAPIVARIANO: Pedro Henrique, Oliveira (Kleiton Domingues, aos 12'/2ºT), Bonfim, Bruno Maia e Alex Barros; Maguinho, Samuel Souza, Wigor (Roldolfo, aos 22'/1ºT), Jácio e Chico; Jeam (Everton Dias, aos 26'/2ºT). Técnico: Roberto Fernandes