LANCE!
28/03/2017
14:54
Rio de Janeiro (RJ)

O melhor atleta de 2016 no masculino e no feminino,  bem como o ‘Atleta da Torcida' do ano passado serão conhecidos nesta quarta-feira, a partir das 20h, durante a cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico. Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a festa de gala do esporte nacional será realizada na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, e homenageará os principais destaques esportivos do país, além dos medalhistas brasileiros nos Jogos Rio 2016.

Além do Atleta do Ano e do Atleta da Torcida, serão revelados os Melhores Técnicos do Ano, em modalidade coletiva e individual, e o vencedor do troféu Adhemar Ferreira da Silva. Uma homenagem a atletas e ex-atletas que representam os valores que marcaram a carreira e a vida do bicampeão olímpico no salto triplo, tais como ética, eficiência técnica e física, esportividade, respeito ao próximo, companheirismo e espírito coletivo.

Concorrem ao prêmio de Melhor Atleta do Ano os medalhistas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Martine Grael / Kahena Kunze (vela), Poliana Okimoto (maratona aquática) e Rafaela Silva (judô), no feminino; e Isaquias Queiroz (canoagem), Serginho (vôlei) e Thiago Braz (atletismo), no masculino. A escolha dos 43 melhores atletas em cada modalidade, assim como os dois que receberão o Troféu Melhor Atleta do Ano, foi realizada por um júri formado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte.

A votação que irá definir o troféu Atleta da Torcida se encerrará momentos antes da homenagem, já na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico. A votação está sendo realizada através do Facebook, em enquete publicada na página https://www.facebook.com/timebrasil/ e no site www.cob.org.br/pbo.

Para concorrer ao “Atleta da Torcida”, o COB selecionou atletas ou duplas que se destacaram durante a temporada de 2016. Concorrem ao prêmio os medalhistas olímpicos do Time Brasil: Alison e Bruno Schmidt (vôlei de praia), Arthur Nory (ginástica artística), Diego Hypólito (ginástica artística), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade), Kahena Kunze e Martine Grael (vela), Poliana Okimoto (maratona aquática), Rafaela Silva (judô), Robson Conceição (boxe), Serginho (vôlei) e Thiago Braz (atletismo).

Medalhas Pequim 2008 – Um dos momentos que prometem ser dos mais emocionantes do evento será uma correção histórica. Após uma espera de mais de oito anos, a equipe feminina brasileira do revezamento 4x100m rasos dos Jogos Olímpicos Pequim 2008 receberá a tão sonhada medalha olímpica.

O Brasil havia ficado na quarta colocação na prova, após uma chegada apertadíssima em disputa com a Nigéria. Porém, em agosto passado a equipe do Brasil foi avisada de que conquistou a medalha de bronze após o Comitê Olímpico Internacional cassar o ouro da Rússia. O motivo foi um doping detectado em reanálise de amostras dos Jogos de Pequim. Com isso, a Bélgica ficou com o ouro, a Nigéria com a medalha de prata e o Brasil com o bronze.

Participaram daquela conquista as atletas, agora medalhistas olímpicas, Lucimar Moura, Rosangela Santos, Rosemar Coelho Neto e Thaissa Presti.