Espanhol Jesús Morlán inicia treinamentos na nova casa da canoagem brasileira (Foto: Pedro Arruda/ COB)

 Jesús Morlán é um dos técnicos mais respeitados do mundo (Foto: Pedro Arruda/ COB)

LANCE!
08/11/2016
18:18
São Paulo (SP)

O técnico da Seleção Brasileira de canoagem velocidade, o espanhol Jesus Morlán, foi submetido nesta terça-feira a uma cirurgia para a extração de um tumor na base do cérebro. A notícia foi divulgada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Seu quadro, segundo a entidade, é estável.

Segundo o comunicado, o treinador foi encaminhado a um atendimento de emergência em Belo Horizonte na semana passada, após queixar-se de dores de cabeça e tonturas. Ele realizou exames de ressonância magnética e tomografia, que diagnosticaram a doença.

No último sábado, o COB enviou um médico para acompanhar o caso. O comandante foi transferido, em UTI móvel, para o Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro, onde ele está internado. Morán vem recendo assistência do médico neurocirurgião Dr. Paulo Niemeyer.

A esposa do espanhol, Tania Ospina, que mora na Colômbia, chegou à capital fluminense na última segunda-feira para acompanhar o marido. O COB e a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) informaram que estão prestando apoio ao técnico e seus familiares.

Sob o comando de Morlán, o brasileiro Isaquias Queiroz conquistou a medalha de prata nas provas C1 1.000 m, C2 1.000 m (com Erlon Souza) e o bronze no C1 200 m nos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto deste ano. Os resultados significaram um feito histórico para o esporte no país, que nunca havia subido ao pódio nos Jogos até então. Semanas após o evento, o profissional acertou a renovação para o ciclo de Tóquio-2020.

Famoso pelo estilo “linha dura” nos treinos, Jesus chegou ao Brasil em 2013, contratado pelo COB e pela CBCa. Em 2014, ele faturou o Prêmio Brasil Olímpico de melhor treinador, junto com o dinamarquês Morten Soubak, do handebol feminino.

Em 2014, a equipe, a pedido do espanhol, transferiu-se para Lagoa Santa (MG), onde aconteceu a preparação do time verde e amarelo para o Rio.