Cleveland Indians x Chicago Cubs

Dexter Gordon, um dos astros do Chicago Cubs, pode celebrar. Após 108 anos de frustrações, o time é o campeão da World Series (Foto: AFP PHOTO)

RADAR/LANCE!
03/11/2016
03:00
Cleveland (EUA)

A decisão do sétimo e último jogo da World Series - a final da MLB, a liga profissional de beisebol dos Estados Unidos - foi dramática, fechada na prorrogação no décimo inning. E neste duelo entre os times com os maiores jejuns de título, o caneco ficou com o Chicago Cubs, que venceu o Cleveland Indians por 8 a 7 (depois de empate em 6 a 6 após a nona entrada).  Assim, acabou com a sua maldição de 108 anos (não ganhava desde 1908). E o fez em grande estilo, saindo de uma desvantagem de 3 jogos a 1 e atropelando o rival nas três partidas seguintes, as duas últimas na casa do Cleveland, para fechar a série por 4 a 3. Agora o dono da maior seca passa a ser o Cleveland, que não ganha a World Series desde 1948.

O Cubs abriu 1 a 0 na primeira entrada, cedeu o empate na terceira, mas ampliou a vantagem com duas corridas na quarta entrada, fazendo 3 a 1. As duas entradas seguintes foram as mais emocionantes. O Cubs conseguiu chegar a 5 a 1 quando Javier Baez acertou um HR e ainda impulsionou um companheiro.

Aí apareceu um dos personagens do jogo: David Ross. O veterano de 39 anos do Chicago Cubs, em sua última partida profissional, foi responsável direto por dois pontos do rival quando atuando na defesa como catcher (pegador de lançamentos) não segurou um dos arremessos de Jon Lester, deixando a bola bater em seu capacete e sair do controle. Enquanto ele corria para recuperar o domínio da bolinha, dois jogadores que já estavam nas bases correram para pontos e o Cleveland diminuiu para 5 a 3.

Só que na jogada seguinte, na sexta entrada, Ross, atuando como rebatedor no ataque, acertou um home run, levando a partida para 6 a 3 e passando de algoz a herói. 

O jogo seguiu sem pontos até a oitava entrada, quando o arremessador- fechador do Cubs, o cubano Aroldis Chapman, dono do arremesso mais rápido da MLB, viu Brandon Guyer correr duas bases após um arremesso. Em seguida, Rajay Davis conseguiu um home run que também impulsionou uma corrida de um companheiro para empatar a partida em 6 a 6 e fazer de Chapman um dos vilões da decisão.
 
Na nona entrada um arremesso ruim de Gomez acabou fazendo Jason Heyward avançar até a terceira base, mas o Cleveland conseguiu evitar a corrida eliminando os rebatedores.  Chapman conseguiu eliminar os arremessadores para o Cubs. 6 a 6 e decisão na prorrogação.

Na décima entrada, a primeira da prorrogação,  o arremessador Bryan Shawn não foi bem. Primeiro, Zobrist conseguiu rebatida dupla que impulsionou Albert Almora para fazer 7 a 6 para os Cubs. Com bases lotadas, outra corrida simples e Rizzo colocou 8 a 6 no placar.
 
O Cleveland foi para matar ou morrer. Chapman saiu e Edward Junior foi escalado para ser o fechador. Mas ele cedeu corrida (nova rebatida de Rajay Davis)  que levou o jogo para 8 a 7. Nesta hora, o treinador Joe Maddon mudou o fechador mais uma vez, colocando Montgomery que eliminou o último rebatedor com uma das bases tomadas (um HR daria a vitoria ao Cleveland por 9 a 8). Fim da maldição do Chicago Cubs. 

Esta foi a terceira vez que o Cubs ganhou a World series. As outras foram em 1907 e 1908.  O time (oito vezes vice) estava sem decidir o título desde 1945. Já o Cleveland Indians ganhou em 1920 e em 1948 e acumula quatro vice-campeonatos. O maior campeão da MLB é o New York Yankees, com 27.

Vale lembrar que embora tenha amargado uma longa espera, o Cubs é considerado um dos grandes do beisebol, tem uma torcida numerosa ( top5 da Liga e cheia de vips fanáticos, como Lady Gaga e os atores Charlie Sheen, Vince Vaughn, John Cusack e Bill Murray,  este último presente em todos os jogos desta World Series) e é considerado pela revista Forbes a quinta franquia mais rica deste esporte. Para efeito de comparação, o Cleveland Indians é apenas, segundo o estudo da Forbes,  o 27º (entre 30).

Vale lembrar que o treinador do Cubs, Joe Maddon, já tinha no currículo um título considerado improvável, quando levou o Los Angeles Angels ao triunfo da World Series em 2002. Aquela foi a única vez que o Angels chegou a uma final.  

Ingresso para milionário?
O interesse pela final da madrugada desta quinta-feira foi tão grande  que os ingressos mais baratos vendidos pela internet (nos Estados Unidos os donos de bilhetes podem efetuar a compra e revendê-los em sites oficiais)  saíam a R$ 2.800. E o Diário de Nova York (parceiro do pool do Lance) publicou que um torcedor do Chicago Cubs aceitou comprar dois ingressos pagando por cada um deles o valor de R$ 77.200,00. Pelo menos saiu muito feliz.