Alexandre Corrêa
04/10/2017
23:52
Londrina (PR)

O Londrina é o campeão da Primeira Liga de 2017. Nos pênaltis, o Tubarão venceu o Atlético-MG por 4 a 2 e garantiu o caneco. No temo normal, a partida ficou no 0 a 0. As duas equipes fizeram um jogo bastante movimentado no primeiro tempo, com muitas chances de gol, porém os goleiros evitaram o placar de ser movimentado. Na etapa final, o cansaço falou mais alto e a decisão foi para os pênaltis. Na disputa, quem levou a melhor foi o Tubarão, repetindo o feito do Fluminense, que no ano passado ficou com o título.

O JOGO

Depois de conseguir sua primeira vitória sob o comando de Oswaldo de Oliveira no fim de semana, diante do Atlético-PR, pelo Brasileiro, o Galo foi para a final da Primeira Liga aliviado por ter conseguido se afastar da zona de rebaixamento. Do outro lado, um Londrina bastante irregular na campanha da Série B. Em décimo lugar, com 37 pontos, o Londrina via na Primeira Liga uma chance de salvar o ano, já que a briga pelo acesso à primeira divisão já havia se tornado um sonho distante.

O jogo começou muito corrido, com o Atlético tentando tocar a bola e sendo perseguido ávidamente pelos jogadores do Londrina, que faziam uma marcação forte. Quando conseguia furar o bloqueio, o Galo conseguia chegar perto do gol de César. O Tubarão também assustava, muito pelo lado esquerdo, com Negueba.

A partir dos 20 minutos, os donos da casa começaram a tomar conta do jogo. Victor a todo momento era ameaçado em chutes de longe. Negueba quase marcou aos 25, obrigando o goleiro alvinegro a fazer grande defesa. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Galo também criou boas oportunidades com Valdívia, mas o 0 a 0 persistiu em ficar quando as duas equipes desceram para os vestiários.

A etapa final começou como a primeira, com o Atlético tentando tomar as rédeas do jogo, mantendo a posse de bola, e o Londrina correndo atrás e saindo rápido no contra-ataque. Porém, as duas equipes não jogavam com a mesma intensidade do primeiro tempo, e o jogo ficava muito truncado no meio campo.

Os dois treinadores tentaram dar mais gás às suas equipes, colocando Marcinho (LON) e Clayton (CAM), aos 23 minutos. O Galo cresceu com a mudança e quase abriu o placar aos 27 minutos, com o mesmo Clayton. O Tubarão respondeu com Artur, logo depois. Mas o tempo foi passando e nenhuma equipe conseguiu tirar o zero do placar. Decisão foi para os pênaltis.

Na disputa, Clayton e Rafael Moura bateram muito mal e facilitaram as defesas de César. O Londrina não desperdiçou nenhuma cobrança e se sagrou campeão da Primeira Liga.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA 0 (4) X (2) 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Café, Londrina
Data-hora: 04/10/2017 – 21h45
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Carlos Berckenbrok (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Público: 17.003 presentes; Renda: Não disponível.
Cartões amarelos: Ayrton, Negueba, Jardel (LON); Adilson (CAM)
Cartões vermelhos: Não houve.
Gols: Não houve.

LONDRINA: César; L. Ramon, Dirceu, E. Silva, Ayrton; Rômulo (Marcinho, 23'2°T), Jumar, Jardel, Artur; Negueba e C. Henrique (Safira, 36'2°T) – Técnico: Cláudio Tencati.

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Cazares (Marlone, 35'2°T) e Valdívia (Clayton, 23'2°T); Robinho e Fred (Rafael Moura, 31'2°T) – Técnico: Oswaldo de Oliveira.