Victor - Juventude x Atlético-MG

             Momento em que Victor defendeu a cobrança de Wallacer, a primeira da noite (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
19/10/2016
21:41
Caxias do Sul (RS)

Em situação complicada para lutar pelo título do Campeonato Brasileiro – são oito pontos a menos que o líder Palmeiras –, o Atlético-MG segue em busca de um novo título na Copa do Brasil. Após vencer o Juventude por 1 a 0 em Belo Horizonte, o Galo viu o Papo devolver o placar na noite desta quarta-feira, no Alfredo Jaconi, levando a disputa para os pênaltis. E se Elias, camisa 1 do Juventude, foi impecável durante os 90 minutos, coube ao Victor defender duas cobranças, garantir o triunfo por 4 a 2 e o confronto diante do Internacional na semifinal da competição.  Clique aqui e confira como foi o lance a lance da partida em Caxias do Sul. 

PRÓXIMOS JOGOS

O Juventude voltará a atuar no próximo sábado, quando visitará o Boa, em Varginha, pelo jogo de volta da semifinal da Série C. Na ida, em Caxias do Sul, o Papo foi derrotado por 2 a 1 e precisa de um triunfo por dois gols de diferença para avançar à decisão. Já o Atlético-MG, no dia seguinte, receberá o Figueirense em Belo Horizonte. O duelo, às 19h30, será na Arena Independência e válido pela 32ª rodada do Brasileirão.

GOL COM 31 SEGUNDOS E GOLEIROS DECISIVOS

Nem o mais otimista dos torcedores do Juventude imaginava um início melhor de partida. Investida pela direta, cruzamento de Pará e cabeçada indefensável de Hugo entre Leonardo Silva e Erazo. Juventude 1 a 0 com apenas 31 segundos. Juventude que seguiu pressionando o Galo. Roberson tentou, mas coube a Wanderson obrigar Victor a praticar boa defesa aos quatro.

O Atlético foi ganhando terreno. Com troca de posições e tentando envolver um bem postado Juventude, o Galo – que tinha Robinho chamando a responsabilidade – levou perigo aos 11, quando Elias fez ótima defesa após cabeçada de Urso.

O bom momento atleticano, no enanto, não foi transformado em gol. Já o Juventude passou a apostar em contra-ataques. Roberson fez Victor trabalhar aos 25 e, dez minutos depois, o Papo foi prejudicado. O auxiliar Kleber Lúcio Gil marcou de forma equivocada impedimento de Hugo. E o bom primeiro tempo ainda teve outra excelente intervenção do bom Elias, que evito gol de Pratto. Primeiro tempo repleto de chances em Caxias do Sul.

juventude x atletico-mg
       Elias celebra após defesa (foto:Pedro H. Tesch/Agencia Eleven)

NADA DE GOLS NA ETAPA FINAL E... PÊNALTIS!

O Galo voltou para a etapa final com Clayton na vaga de Rafael Carioca. A meta era garantir mais força no ataque. Mas coube ao Juventude ser melhor. Victor voltou a aparecer bem em finalização de Roberson e o Atlético tinha dificuldade para conter o ímpeto rival.

O Atlético voltou a ter mais posse de bola após a pressão exercida pelo Juventude. Mas faltava inspiração para vencer a marcação do Papo. Os comandados de Marcelo Oliveira tinham mais volume de jogo, mas não conseguia transpor a última linha defensiva do rival.

Os minutos finais foram de muita emoção. Sananduva testou a elasticidade de Victor e Elias voltou a brilhar. Clayton recebeu a centímetros do goleiro, desviou e o camisa 1 do Juventude evitou o gol que garantiria a classificação atleticana. Defesa que selou a disputa de pênaltis.
 
VICTOR GARANTE O GALO NA SEMIFINAL

Hugo, autor do gol do Juventude no tempo regulamentar, foi o primeiro a cobrar e converteu. Fábio Santos deixou tudo igual, Sananduva voltou a colocar o Papo na frente e Lucas Pratto, com cavadinha, empatou novamente. Wallacer tomou distância, bateu no canto direito de Victor e viu o camisa 1 atleticano fazer a defesa. Gabriel colocou o Galo na frente pela primeira vez, Roberson mandou no canto esquerdo de Victor (que estava ligeiramente adiantado) e também parou no então capitão do Atlético após Leonardo Silva ter deixado o jogo com suspeita de lesão. O 4 a 2 do Galo que garantiu a classificação veio com a cobrança de Cazares.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 1 (2) X (4) 0 ATLÉTICO-MG

Local: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Data-hora: 19/10/2016 – 19h30
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Público/Renda: Não divulgados.
Cartões amarelos: Klaus (JUV); Leonardo Silva (CAM)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Hugo, 31''/1ºT(1-0). 

Pênaltis: Hugo e Sananduva marcaram para o Juventude, enquanto que Wallacer e Roberson desperdiçaram em defesas de Victor. Já Fábio Santos, Lucas Pratto, Gabriel e Cazares converteram as cobranças do Galo.

JUVENTUDE: Elias, Vidal (Vinícius, 20'/2ºT), Klaus, Ruan Renato e Pará; Wanderson (Vacaria, 43'/2ºT), Sananduva, Lucas (Caprini, 30'/2ºT) e Wallacer; Roberson e Hugo – Técnico: Antônio Carlos Zago.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva (Gabriel, 13'/2ºT), Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Clayton, Intervalo), Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Cazares, 23'/2ºT); Robinho e Lucas Pratto – Técnico: Marcelo Oliveira.