Lucas Strabko
25/01/2016
12:24
São Paulo (SP)

O que aconteceria se quase um terço da população brasileira interrompesse seus afazeres por 90 minutos?

Motivo para tal seria raro, mas poderia ter acontecido nesta segunda-feira, no primeiro duelo na história entre os times mais populosos do Brasil em uma decisão de torneio de grande porte. Com 60 milhões de torcedores somados, Corinthians e Flamengo disputaram a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior e mostraram que essa uma hora e meia não seria nada perdida. Após o 2 a 2 no tempo normal, o Fla bateu o Timão na disputa de pênaltis e faturou a terceira Copinha em três finais disputadas na competição. Clique aqui e veja como foi a partida lance a lance.

Em uma quente manhã no Estádio do Pacaembu, em pleno aniversário de 462 anos da cidade de São Paulo, os jogadores de Mengão e Timão deram um belo espetáculo do começo ao fim da partida.

Copa São Paulo - Corinthians x Flamengo
Thiago brilhou (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Lancepress!)

Nos primeiros minutos de jogo, vontade, correria e perigo criado por ambos os lados. Pelo Fla, o veloz Cafu partiu para pela direita e assustou o goleiro Filipe. Pelo Timão, Gabriel Vasconcelos deu belo drible de letra pelo lado oposto e esquentou ainda mais o clima da Fiel.

O equilíbrio do jogo ganhou uma vírgula aos 19 minutos do primeiro tempo. Léo Príncipe, na ponta direita, cruzou para Gabriel Vasconcelos. O atacante do Timão recebeu a bola, cercado por três zagueiros rivais, e conseguiu dar um chuto picado por entre as pernas de Léo Duarte. O goleiro Thiago não alcançou a bola e o vice-artilheiro do Corinthians na Copinha correu para o alambrado do Pacaembu: 1 a 0.

Os paulistas cresceram no jogo e não pararam de criar chances. O segundo gol veio sete minutos depois, na grande arma do Timãozinho: o contra-ataque. Tocantins partiu pelo meio e deu passe açucarado para Matheus Pereira, o Pirulão, balançar as redes do Flamengo. Nos camarotes do Pacaembu, o técnico Tite não conseguiu esconder o sorriso pelo seu pupilo, autor do gol, que também faz parte da equipe principal.

Na metade da primeira etapa, o árbitro interrompeu o jogo para hidratação dos garotos. A parada fez com que o Flamengo voltasse melhor ao jogo. Prenúncio do que ocorreria no segundo tempo.

Se dos camarotes Tite não poderia influenciar a partida, Zé Ricardo, o treinador do Rubro-Negro, foi fundamental no intervalo. Na volta à etapa final, o Fla foi totalmente diferente e conseguiu fazer três gols em sete minutos.

No primeiro minuto do segundo tempo, Lucas Paquetá abriu o placar para o Flamengo após cobrança de escanteio, mas o árbitro invalidou o gol, erroneamente, alegando impedimento. A posição era legal. O time não se abalou e, pouquíssimo tempo depois, em outro córner, Trindade cabeceou sem marcação para marcar o primeiro gol carioca.

Localizada no tobogã do Pacaembu, a torcida carioca entrou no clima do jogo. O Fla ficou sem freio e foi com tudo para cima dos alvinegros. Aos oito minutos, o ligeiríssimo Cafu partiu pelo meio e deu belo passe para Matheus Sávio. O camisa 10 bateu cruzado, no canto esquerdo do goleiro Filipe, para igualar a decisão da Copinha.


Com o relógio se aproximando do meio-dia, apesar da juventude à flor da pele, os garotos continuaram correndo e criando chances, mas sentiram o cansaço da bateria de oito jogos em apenas 25 dias. O jogo não mudou, tampouco o 2 a 2 no placar. Em uma final da magnitude de Corinthians e Flamengo, nada melhor do que uma disputa por pênaltis para definir o campeão na primeira decisão de grande porte entre os clubes mais populares do Brasil.

Nas penalidades, a seriedade do Mengão prevaleceu. Thiago Ennes, Ronaldo, Paquetá e Patrick acertaram. Já no Corinthians, a displicência fez com que o Timão não ganhasse o 10º título da Copinha. Teve até provocação: os goleiros Thiago e Filipe trocaram farpas ao defenderem pênaltis e foram amarelados pela arbitragem. Matheus Pereira bateu com cavadinha e errou. Gabriel Vasconcelos e Claudinho bateram fraco nas mãos de Thiago e acabaram consagrando o goleiro do Flamengo, tricampeão da Copinha. 

32 milhões e 700 mil pessoas ficaram felizes!

Copa São Paulo - Corinthians x Flamengo
Pacaembu encheu (Foto: Bruno Ulivieri /Raw Image/Lancepress!)

FICHA TÉCNICA:
​CORINTHIANS 2 (3)X(4) 2 FLAMENGO
Final da Copa São Paulo de Juniores


Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/Horário: 25/1/2016, às 10h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Gomes Félix da Silva (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Danilo Simon (ambos de SP)

Renda: R$ 632.870,00
Público: 29.212 pagantes

Cartões amarelos: Matheus Pereira, Gabriel Vasconcellos e Filipe (COR), Thiago Silva (FLA)

Gols: 19'/1°T Gabriel Vasconcelos (1-0); Matheus Pereira 25'/1°T (2-0), Matheus Trindade, 3'/2ºT (2-1), Matheus Sávio, 8'/2ºT (2-2)

Nos pênaltis:

Maycon, Guilherme, Dawhan e marcaram para o Corinthians. Matheus Pereira, Gabriel Vasconcelos e Claudinho perderam;

Thiago Ennes, Ronaldo, Lucas Paquetá e Patrick marcaram para o Flamengo. Kléber e Thiago perderam

Corinthians: Filipe; Léo Príncipe, Vinicius, Dawhan e Guilherminho; Warian (Matheus Vargas, 46'/2ºT) Maycon e Matheus Pereira; Gustavo Tocantins (Pedrinho, 33'/2ºT), Gabriel Vasconcelos e Léo Jabá (Claudinho, 10'/2ºT). Técnico: Osmar Loss

Flamengo: Thiago Silva; Thiago Ennes, Dener (Michael, 30'/2ºT), Leonardo e Arthur; Ronaldo Souza, Matheus Trindade, Cafu (Patrick, 27/2ºT) e Matheus Sávio (Kléber, 16'/2ºT); Lucas Paquetá e Felipe Vizeu. Técnico: Zé Ricardo