Walter Feldman, secretário-geral da CBF (Foto: Igor Siqueira)

Walter Feldman, secretário-geral da CBF, faz alerta à Sul-Minas-Rio (Foto: Igor Siqueira)

RADAR/LANCE!
16/01/2016
17:28
Rio de Janeiro (RJ)

A Primeira Liga não está liberada pela CBF para ser realizada em 2016. Previsto para ter início no dia 27 de janeiro, o torneio, organizado pela Sul-Minas-Rio, não poderá fazer parte do calendário oficial do futebol brasileiro. A afirmação foi feita por Walter Feldman, secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol, em entrevista à Rádio Itatiaia. Segundo Feldman, esta posição já foi passada a Gilvan de Pinho Tavares, presidente da Liga.

- Convocamos uma assembleia das federações e elas estipularam que a Liga Sul-Minas-Rio seria muito bem aceita se respeitasse o Estatuto das federações e da CBF, além do calendário nacional, mas isso não foi possível. O que fez com que no dia de ontem (quinta-feira) nós comunicássemos ao Gilvan de que não seria possível a autorização da CBF para a realização do torneio em 2016 - afirmou Feldman.


Feldman ressaltou que a competição, organizada por clubes insatisfeitos com suas respectivas federações e com a própria CBF, poderá ter dadas que coincidam com jogos das competições organizadas pela entidade.

- Desde o primeiro momento atendemos a reivindicação de 15 clubes acompanhado de pelo menos três federações. Apresentamos desde o início a dificuldade de evitar o conflito com o calendário nacional - disse.

De acordo com a rádio, com a posição da CBF, o torneio não poderia nem mesmo ser realizado em caráter amistoso, como afirmou Gilvan, recentemente. A entidade alertou aos clubes participantes da Primeira Liga que se infringirem o regulamento, eles sofrerão sanções que incluem, por exemplo, perdas de cotas de televisionamentos por transmissões em campeonatos estaduais e até punições aos times das divisões de base das respectivas agremiações.