LANCE!
23/11/2016
23:47
Belo Horizonte (MG)

O Grêmio que vive jejum de 15 anos sem títulos "grandes" está, desde a noite desta quarta-feira, próximo de encerrar tal jejum, de colocar um ponto final no período iniciado após a conquista da Copa do Brasil de 2001. Com dois gols de Pedro Rocha, que seria expulso na etapa final, o Tricolor, de ótima atuação, derrotou o Atlético-MG por 3 a 1, em pleno Mineirão, no jogo de ida da decisão da Copa do Brasil. Clique aqui e confira como foi o lance a lance do duelo em Belo Horizonte. 

Com o 3 a 1 em solo mineiro, o Grêmio pode até perder por um gol de diferença na próxima quarta, na Arena, que levará a sua quinta Copa do Brasil. Já o Atlético precisa de um triunfo por dois gols de diferença (por qualquer placar, pois o gol fora de casa não é critério de desempate) para levar a decisão aos pênaltis. Já para ser conquistar a segunda Copa do Brasil de sua história, o Galo precisa de uma goleada em Porto Alegre. 


PRÓXIMOS JOGOS

Antes de voltarem a se enfrentar, Atlético e Grêmio atuarão no próximo domingo, pelo Brasileirão. O Galo receberá o São Paulo, na Arena Independência, às 17h. Já o Grêmio visitará o Santa Cruz, no Arruda, às 19h30.

EFICÁCIA TRICOLOR NO MINEIRÃO

Um primeiro tempo de altíssimo nível do Grêmio no Mineirão. Adiantando a marcação, com Douglas, Luan e Pedro Rocha sendo os responsáveis pela primeira linha defensiva, o Grêmio soube conter o ímpeto atleticano nos primeiros minutos e, com a bola, buscar os espaços necessários. Tal postura em campo gerou dificuldades ao Galo, que não conseguiu apresentar a sua conhecida volúpia ofensiva. Faltou inspiração ao Atlético.

E o gol que fez justiça ao desempenho gremista veio aos 29. Passe preciso de Maicon, domínio de Pedro Rocha, drible desconcertante em Gabriel e gol. O segundo quase veio aos 41. Novo passe de Maicon e Pedro Rocha cara a cara com Victor. Ele tentou encobrir o camisa 1, mas Gabriel salvou. Grohe, mero expectador até então, marcou o seu "gol" aos 42. O único bom ataque atleticano terminou com Junior Urso, mas o camisa 1 tricolor, com a mão esquerda, espalmou. E ainda houve tempo para outra chance de... Pedro Rocha. Contra-ataque perfeito que terminou com a defesa de Victor.

PEDRO ROCHA PROTAGONISTA, GOL DO GALO E VANTAGEM TRICOLOR

Se teve emoção no primeiro tempo, a etapa final não ficou devendo nada. Absolutamente nada. O Galo, naturalmente, tentou pressionar o Grêmio, levando certo perigo com Júnior Urso. Mas coube ao Grêmio marcar. E com quem? Pedro Rocha. Bobeada da defesa atleticana, ótima investida do camisa 32 e finalização fora do alcance de Victor.

Eis que, aos 21 minutos, Pedro Rocha voltou a ser personagem. Ele cometeu falta em Carlos César (já tinha amarelo por ter tirado a camisa ao comemorar seu segundo gol), recebeu o segundo e foi expulso. A pressão atleticana aumentou consideravelmente. Pressão que resultou em gol. Cobrança de escanteio e gol de Gabriel, aos 36, finalizando de primeira e marcando o seu primeiro gol pelo time principal do Galo! Logo Gabriel que falhou nos dois gols gremistas.

O valente Atlético ia em busca do empate. Mas o Grêmio esperava por um contra-ataque para respirar. E ele veio aos 45. Pedro Geromel chamou a responsabilidade para si e, como um lateral, cruzou na medida para Everton, que fez Grêmio 3 a 1. Vantagem tricolor e promessa de outro grande jogo na Arena.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 3 GRÊMIO


Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 23/11/2016 – 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa-PE)
Auxiliares: Rodrigo F. Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Nadine Schramm Câmara Bastos (Fifa-SC)
Público/Renda: 50.586 presentes/R$ 4.082.175,00
Cartões amarelos: Gabriel, Lucas Cândido e Júnior Urso (CAM); Edílson, Maicon e Marcelo Grohe (GRE)
Cartões vermelhos: Pedro Rocha, 21'/2ºT (GRE)

Gols: Pedro Rocha, 29'/1ºT(0-1) e Pedro Rocha, 9'/2ºT(0-2), Gabriel, 36'/2ºT(1-2) E Everton, 45'/2ºT(1-3). 

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Junior Urso (Marcos Rocha, 26'/2ºT), Cazares (Clayton, 13'/2ºT) e Maicosuel (Hyuri, 26'/2ºT); Robinho e Lucas Pratto – Técnico: Marcelo Oliveira.

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jailson, 43'/2ºT) e Douglas (Everton 35'/2ºT); Pedro Rocha e Luan (Fred, 47'/2ºT) – Técnico: Renato Portaluppi.